Tempo
|
A+ / A-

​Morreu de Covid-19 “influencer” que não acreditava na doença

18 out, 2020 - 21:49 • Redação

O ucraniano Dmitriy Stuzhuk tinha mais de um milhão de seguidores nas redes sociais e não acreditava na existência do novo coronavírus.

A+ / A-

Um "influencer" da área do exercício físico morreu de Covid-19. O ucraniano Dmitriy Stuzhuk tinha mais de um milhão de seguidores nas redes sociais e não acreditava na existência do novo coronavírus.

Esta semana, o instrutor de fitness anunciou, no Instagram, que tinha contraído a doença durante uma viagem à Turquia.

Dmitriy Stuzhuk contou aos seus seguidores que tudo começou quando acordou durante a noite com dificuldades respiratórias. No dia seguinte passou a ter tosse persistente.

Quando regressou à Ucrânia realizou testes e ficou a saber que estava infetado com a Covid-19, doença que já fez mais de 1,1 milhões de mortes e 40 milhões de infetados em todo o mundo.

“Eu era daqueles que pensava que a Covid não existia… até ficar doente”, escreveu o "influencer" ucraniano no Instagram.

Antigo negacionista que sentiu os efeitos do coronavírus na pele, Dmitriy Stuzhuk deixou um alerta: “A Covid-19 não é uma doença de curta duração. É pesada”.

O instrutor de fitness adiantou que a sua condição era estável, apesar de estar com máscara de oxigénio, mas no dia seguinte a sua morte foi anunciada pela ex-mulher.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • J M
    19 out, 2020 Seixal 10:58
    Talvez sirva de exemplo à cambada de ignorantes que andam por ai à solta que nem máscara querem usar.