Tempo
|
A+ / A-

Inglaterra

Mourinho empata depois de ter estado a vencer por 3-0

18 out, 2020 - 20:11 • Lusa

Golo da surpresa surgiu ao minuto 94.

A+ / A-

O Tottenham, treinado pelo português José Mourinho, cedeu, aos 90+4 minutos, um empate diante do West Ham (3-3), depois de ter estado a vencer por 3-0, no dérbi londrino da quinta jornada da Liga inglesa de futebol.

O argentino Manuel Lanzini, que tinha sido lançado para os últimos 10 minutos, consumou a fantástica recuperação dos “hammers” em tempo de compensação e da melhor forma possível, já que a igualdade surgiu num pontapé certeiro de fora da área, sem hipóteses para Hugo Lloris.

Nada fazia prever este desfecho, já que, à entrada para os últimos 10 minutos, o Tottenham beneficiava de uma vantagem de três golos, com a dupla Son Heung-Min e Harry Kane a funcionar na perfeição, sendo que o sul-coreano inaugurou o marcador logo no arranque - mais precisamente aos 46 segundos - e fez o sétimo golo na Premier League.

Pouco depois, seria a vez de Son retribuir a assistência de Harry Kane, aos oito minutos, antes de o capitão do Tottenham bisar, aos 16, concluindo um cruzamento de Reguilón e chegando aos cinco golos na prova, na qual o Tottenham tem o melhor ataque, com 15 golos.

Tal como sucedeu na vitória da época passada (3-2), na estreia de Mourinho, os “spurs” voltaram a facilitar diante do West Ham, só que, desta vez, cederam mesmo o empate.

Os “hammers” reduziram através do paraguaio Fabian Balbuena, aos 82 minutos, e de um autogolo de Davison Sánchez, aos 85, antes de Lanzini operar o “golpe de teatro”.

Num jogo marcado pela estreia de Gareth Bale pelo Tottenham, sete anos depois de ter rumado ao Real Madrid, a equipa de Mourinho perdeu a possibilidade de igualar o Liverpool no segundo lugar, sendo agora sexta, com oito pontos, mais um do que o West Ham.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.