Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

StayAway Covid. Feitos mais 1,6 milhões de downloads, inseridos 179 códigos

16 out, 2020 - 14:32 • Cristina Nascimento

Secretário de Estado da Saúde remeteu para o Parlamento debate sobre obrigatoriedade de instalação da aplicação.

A+ / A-

Veja também:


O secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, revelou que a aplicação StayAway Covid foi descarregada por 1.683 milhões de pessoas.

Na habitual conferência de imprensa para acompanhar a evolução da pandemia, o secretário de Estado revelou ainda que 179 pessoas inseriram o código respeitante a um teste positivo.

O governante foi questionado sobre se a proposta do Governo no que diz respeito à obrigatoriedade de instalação da aplicação podia também abranger a obrigatoriedade de se inserir o código de caso positvo. Diogo Lopes recordou que "esse debate foi enviado pelo Governo para a Assembleia da República", considerando que é no Parlamento "que esse debate deve ser realizado".

Nesta conferência de imprensa, Diogo Lopes reconheceu o crescente número de casos positivos, apelando que não é tempo "de baixar a guarda" e repetiu que o que está ao alcance de todos é "distanciar, lavar as mãos e usar máscara".

Portugal regista esta sexta-feira 2.608 novos casos de infeção com o novo coronavirus, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia de covid-19, e 21 mortos, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

É o terceiro dia consecutivo que Portugal tem mais de dois mil novos casos, após os 2.072 registados na quarta-feira e os 2.101 na quinta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    16 out, 2020 Funchal 14:42
    E sem ser obrigatória. Mas eu continuo a não querer, não acredito na eficácia da app.