Tempo
|
A+ / A-

​Jason Derulo junta-se a Post Malone e Duran Duran no Rock in Rio Lisboa 2021

13 out, 2020 - 21:05 • Redação

A-ha e Bush são outras das bandas já confirmadas pela organização do RiR para a edição do próximo ano. Os bilhetes estão à venda a partir desta quarta-feira.

A+ / A-

O multiplatinado Jason Derulo junta-se a Post Malone, Duran Duran, A-ha e Bush na edição do próximo ano do Rock in Rio Lisboa, anunciou esta terça-feira a organização.

O concerto de Jason Derulo está marcado para 27 de junho de 2021, último dia do festival.

O artista norte-americano é um autêntico fenómeno de vendas e das redes sociais.

“Quem nunca viu um dos seus vídeos no TikTok ou, pelo menos, alguém na rua a fazer uma das suas coreografias?”, refere o Rock in Rio, em comunicado.

Jason Derulo vai estrear-se no Rock in Rio Lisboa num concerto repleto de êxitos, como “Want to Want me”, “Trumpets”, “Swalla”, ou os mais recentes sucessos “Savage Love” e “Coño”.

Para o cartaz do último dia do festival, a organização também confirmou esta terça-feira o nome de Post Malone, fenómeno do rap mundial que tinha sido anunciado para a edição 2020, que foi adiada devido à pandemia de Covid-19.

Post Malone e Jason Derulo vão partilhar o Palco Mundo com a brasileira Anitta e os portugueses HMB.

O dia 26 de junho também já está fechado. O Rock in Rio confirma os Duran Duran, A-ha e Bush, juntamente com os portugueses Xutos & Pontapés.

Para a 9.ª edição do Rock in Rio Lisboa estão, também, confirmados Foo Fighters, The National e Liam Gallagher (a 19 de junho, o primeiro de quatro dias de evento), além de Black Eyed Peas, Ivete Sangalo e David Carreira (20 de junho).

Os bilhetes estão à venda a partir desta quarta-feira no site oficial do festival e nos locais habituais.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.