O preço da popularidade dos abacates num Algarve em seca

14 out, 2020 - 09:17 • Sofia Freitas Moreira (edição) Reuters (imagens)

A produção de abacate, que registou um "boom" em anos recentes, varreu um recurso já de si escasso, no contexto da seca na região. Os abacateiros consomem quatro vezes mais água que as tradicionais laranjeiras do Algarve e os seus campos de produção já cobrem cerca de 1.600 hectares da região. Nos arredores de Lagos, 200 hectares de campos de abacates sugam entre 3.5 e 4.1 milhões de litros de água por dia. 2.500 toneladas de abacates foram exportadas para Espanha em 2019 e antecipa-se que o valor duplique este ano, mas a falta de água no Algarve ameaça suspender os sonhos dos produtores mais cedo do que o esperado.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.