Tempo
|
A+ / A-

Notícia Renascença

Ministro da Ciência com Covid, Governo vai ser testado

11 out, 2020 - 23:51 • Eunice Lourenço

Manuel Heitor soube este domingo que está com Covid-19. Executivo esteve reunido na quinta-feira. Marcelo vai também ser testado

A+ / A-

Veja também:


Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, está infetado com Covid-19 e o Governo vai ser testado esta segunda-feira de forma a despistar novos contágios. Trata-se do primeiro caso de um membro do executivo português infetado. A Renascença sabe que o caso foi conhecido este domingo ao fim do dia.

Quando ao início da noite o gabinete de António Costa foi questionado sobre a possibilidade de um ministro estar infetado, não deu qualquer resposta. Só após divulgação da notícia inicial da Renascença é que o executivo tomou uma posição.

"Ontem ao fim da tarde, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior foi informado que testou positivo à Covid-19. Não tem sintomas e encontra-se em confinamento domiciliário. Em consequência, todos os membros do Governo que participaram na reunião do Conselho de Ministros da passada quinta-feira estão a ser testados, mesmo os que não tiveram um contacto próximo com o MCTES", confirmou, entretanto, o gabinete do primeiro-ministro, em comunicado. "Os resultados dos testes serão conhecidos até ao início da manhã e posteriormente divulgados."

Entretanto, a Renascença também sabe que o Presidente da República volta a fazer teste à Covid-19 esta segunda-feira. O Presidente da República este com Manuel Heitor há uma semana e, já depois disso, foi testado duas vezes, nos dias 6 e 7. Mas já tinha decidido voltar a fazer teste esta segunda-feira, devido ás decolações previstas para esta semana, sobretudo a ida a Bruges, na Bélgica, onde vai, na terça-feira, dar a aula inaugural do ano académico 2020-2021 do Colégio da Europa.

Ainda no sabádo, Manuel Heitor esteve presente na sessão de apresentação da “Coleção Ciência & Conhecimento”, na Livraria Artes & Letras, em Óbidos.

Protocolo em tempos de pandemia

O Governo esteve reunido na quinta-feira em Conselho de Ministros presencial para aprovação do Orçamento do Estado. Este domingo, voltou a haver Conselho de Ministros, mas por via digital para fazer a aprovação formal do documento que deve ser entregue esta segunda-feira no Parlamento.

A situação de infeção de um membro do Governo e a necessidade de proceder a testes e a eventuais quarentenas profiláticas pode, contudo, inviabilizar uma entrega presencial por parte da equipa das Finanças no Parlamento, como é habitual. E pode também trazer alterações à habitual conferencia de imprensa de apresentação do documento.

Além das reuniões do Conselho de Ministros e das reuniões de negociação com PCP, Bloco e PAN, que têm vindo a decorrer nos últimos dias, vários membros do Governo estiveram no sábado na cimeira luso-espanhola, na Guarda, com quase duas dezenas de membros do Governo espanhol, a começar pelo primeiro-ministro, pedro Sanchez.

A comitiva portuguesa, liderada por António Costa, incluiu o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Viera, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Matos Fernandes, o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, no final do mês de fevereiro, foram diagnosticadas 86.664 infeções pelo novo coronavírus. O número total de vítimas mortais aumenta para 2.080 até este domingo, avança a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal registou mais treze mortes e 1.090 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico divulgado este domingo pela DGS.

EVOLUÇÃO DA COVID-19 EM PORTUGAL

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Otelindo Lima Pires
    12 out, 2020 Ribeira Grande 03:48
    É uma radio estreodinaio principalmente as três da manha eu acompanho todos os dias entre de ir ao trabalho tem um voz que eu doro mas não vou revelar um bom trabalho a todos