Tempo
|
A+ / A-

Liga vai testar regresso de público ao futebol em três jogos

02 out, 2020 - 17:22 • Redação

Pedro Proença esclarece que só depois da realização do Santa Clara-Gil Vicente e de dois jogos da II Liga, assim como dos encontros da seleção nacional, será tomada a decisão final.

A+ / A-

Vão ser realizados três testes piloto para o regresso dos adeptos aos estádios dos jogos das competições profissionais do futebol português, confirmou Pedro Proença, esta sexta-feira. O presidente da Liga de Clubes adiantou que só depois desses três jogos serão tiradas ilações.

À saída da reunião da Liga com a Direção-Geral de Saúde (DGS) e com o Governo, Proença revelou que, além do Santa Clara-Gil Vicente, da I Liga, que já se sabia que teria público, servirão de teste dois jogos da II Liga: o Académico de Viseu-Académica, a 8 de outubro, e o Feirense-Chaves, no dia 15. Os jogos da seleção nacional com Espanha (particular) e Suécia (Liga das Nações), em Alvalade, também servirão para avaliar a situação.

"Conseguimos chegar a um consenso que a Liga já vinha reivindicando. Vamos conseguir fazer, já a partir da manhã [sábado], com a chancela do Governo, o início dos testes piloto nas competições profissionais, que serão monitorizados pela própria Liga. Depois de cada jogo, será elaborado um relatório e haverá lugar a uma reunião com a própria DGS. A última reunião conclusiva acontecerá dia 19 [de outubro] e aí serão tomadas as decisões finais", afirmou o presidente da Liga.

Os estádios albergarão 10% da capacidade máxima, o "primeiro passo" para que os adeptos regressem às bancadas "com toda a naturalidade, mas também toda a responsabilidade que a situação exige".

O primeiro jogo em Portugal com adeptos, em tempo de pandemia da Covid-19, será o Santa Clara-Gil Vicente, no sábado, às 15h00, no Estádio de São Miguel. O público poderá ocupar até 10% da lotação máxima.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+