Tempo
|
A+ / A-

Novo Banco: Governo aceita não fazer nenhum empréstimo público em 2021

02 out, 2020 - 12:22 • Lusa

Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares defende solução que evite riscos sistémicos no sistema financeiro nacional.

A+ / A-

O Governo assumiu esta sexta-feira o compromisso de não fazer qualquer empréstimo público ao Fundo de Resolução para financiar o Novo Banco em 2021, mas defendeu uma solução que evite riscos sistémicos no sistema financeiro nacional.

Esta posição foi transmitida em conferência de imprensa pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, em resposta a uma das "linhas vermelhas" que têm sido colocadas pelo Bloco de Esquerda nas negociações do Orçamento do Estado para o próximo ano.

"Assumimos o compromisso de procurar não considerar nenhum empréstimo público do Estado ao Fundo de Resolução em 2021", declarou o membro do Governo, frisando que o seu executivo não pode ir mais além em relação a este ponto.

O Bloco de Esquerda, por sua vez, além de rejeitar qualquer empréstimo direto do Estado ao Fundo de Resolução para financiar o Novo Banco, também tem exigido que o próprio Fundo de Resolução, independentemente da sua fonte de financiamento, não transfira no próximo ajo qualquer montante para o Novo Banco, alegando "gestão danosa".

Perante esta questão, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares frisou que o Governo está a ir até ao limite das suas competências e alertou para os riscos sistémicos no sistema financeiro a partir de uma situação de incerteza no Novo Banco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ele q abra falência
    02 out, 2020 Não pode ser eternamente sustentado 16:35
    Nem em 2021 nem em mais ano nenhum! Já levaram 4 000 000000 de Euros já chega deste saque aos bolsos dos contribuintes. Ou é preciso haver tiroteio nas ruas para acabar com este Elefante Branco, este sorvedouro dos nossos impostos?