Tempo
|
A+ / A-

Teste a sua saúde mental. Universidade disponibiliza plataforma gratuita de autoavaliação

29 set, 2020 - 08:48 • Olímpia Mairos

Ferramenta é gratuita e ajuda a identificar situações que possam beneficiar de encaminhamento para os cuidados de saúde ou aconselhar a marcação de uma consulta.

A+ / A-

A Escola de Medicina da Universidade do Minho, em colaboração com o seu Centro de Medicina Digital P5, desenvolveu e disponibiliza uma plataforma gratuita que permite fazer uma autoavaliação da saúde mental.

Trata-se, segundo a academia, de uma ferramenta de autoavaliação e automonitorização da saúde mental, mas também de gestão emocional, desenhada e desenvolvida por uma equipa liderada por Pedro Morgado, investigador e docente da Escola de Medicina.

A “webapp” é uma plataforma gratuita que ajuda a identificar situações que possam beneficiar de encaminhamento para os cuidados de saúde ou aconselhar a marcação de uma consulta. Uma abordagem que, segundo a universidade, está em linha com as boas práticas internacionais no domínio da saúde mental.

O investigador Pedro Morgado explica que “esta ferramenta permite que cada pessoa possa avaliar e monitorizar os seus sintomas ansiosos e depressivos, recebendo informação acerca do seu estado”.

“Cada pessoa tem também acesso a ferramentas de gestão emocional, melhoria do sono e adoção de estilos de vida saudáveis”, acrescenta Pedro Morgado.

A informação acerca das estratégias propostas foi selecionada por uma equipa de psiquiatras, psicólogos e investigadores da área das neurociências de acordo com a melhor evidência científica.

O projeto da Universidade do Minho pretende “aumentar a literacia em saúde mental, em simultâneo com a automonitorização de sintomas e a capacitação da população na autogestão da saúde mental”. Em simultâneo, quer promover a consciencialização para a “necessidade de recurso aos serviços de saúde e a profissionais qualificados, sempre que se verifiquem situações de maior gravidade dos sintomas reportados”.

De acordo com a Universidade do Minho, esta ferramenta, única em Portugal, foi construída pela Escola de Medicina e pelo seu centro de investigação, ICVS, em parceria com o P5. No futuro, está prevista a integração de módulos do projeto Eutimia e da Sociedade Portuguesa de Estudos e Intervenção no Luto, parceiros da iniciativa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+