Tempo
|
Jacinto Lucas Pires-Henrique Raposo
Um escritor, dramaturgo e cineasta e um “proletário do teclado” e cronista. Discordam profundamente na maior parte dos temas. À segunda e quarta, às 9h15
A+ / A-
Arquivo
Teletrabalho prós e contras - 23/09/2020
Teletrabalho prós e contras - 23/09/2020

​H. Raposo

Teletrabalho reforça “bolhas criadas pelas redes sociais”

23 set, 2020 • Miguel Coelho , Cristina Nascimento


Comentadores da Renascença consideram que equilibrio entre vida profissional e pessoal pode ficar mais comprometida.

O comentador da Renascença Henrique Raposo considera que o teletrabalho “força as pessoas ainda mais para dentro das bolhas criadas pelas redes sociais”.

Raposo diz-se muito habituado a trabalhar em casa, mas admite que nesta altura até já alugou um escritório partilhado por sentir necessidade de estar com outras pessoas.

O comentado diz ainda que o teletrabalho levanta questões sobre o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

“Vai ser muito difícil desligar, traçar uma fronteira entre o que é trabalho e o que é a casa e a família”, diz.

Também o escritor Jacinto Lucas Pires reconhece que “a disponibilidade do trabalhador não pode ser 24 sobre 24 horas”, lembrando que “o direito a estar desligado é uma questão que já se punha e precisa de ser ainda mais esclarecido e fortalecido”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.