Tempo
|
A+ / A-

Sindicato dos Jogadores “condena a inaceitável” atitude do presidente do Lourosa

27 set, 2020 - 22:50 • Redação

Jogadores foram obrigados a regressar a pé para casa depois da derrota contra o São João de Ver para a Taça de Portugal.

A+ / A-

O Sindicato dos Jogadores “condena a atitude do presidente do Lourosa” que, este domingo, terá obrigado os seus atletas a regressar a pé para casa depois de uma derrota contra o São João de Ver.

Em comunicado, o sindicato “considera inaceitável a atitude do presidente do Lourosa ao decidir dispensar o autocarro que transportaria a equipa após o jogo frente ao São João de Ver, obrigando os jogadores a regressar a pé”.

Segundo o sindicato, “esta atitude não tem qualquer justificação e desrespeita os jogadores, pessoal e profissionalmente”.

Por isso, o sindicato espera “a imediata retratação” do presidente do clube junto do plantel, “por este lamentável episódio que não dignifica o futebol português e a Taça de Portugal, num momento difícil de retoma em contexto de pandemia”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.