Tempo
|
A+ / A-

Covid-19 na Europa

"Aumento preocupante" de casos Covid-19. UE alerta para "dupla pandemia" com chegada da gripe

24 set, 2020 - 16:15 • Reuters

Com o aproximar do inverno e da gripe sazonal, aumento de infetados com o novo coronavírus na Europa está a preocupar especialistas. "Estamos num momento decisivo", avisa comissária europeia da Saúde. "Esta pode ser a nossa última oportunidade para impedir que a primavera passada se repita."

A+ / A-

Veja também:


O grande aumento de casos de Covid-19 que tem sido registado na Europa nas últimas semanas arrisca gerar uma pandemia duplamente perigosa, em que vão mistura-se infeções pelo novo coronavírus e a gripe sazonal, avisaram esta quinta-feira as autoridades de saúde da União Europeia (UE), pedindo aos cidadãos e governos europeus que não baixem a guarda.

"É abundantemente claro que não ultrapassámos esta crise. Estamos num momento decisivo", declarou a comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, em conferência de imprensa.

Com a chegada do inverno ao continente, Kyriakides alertou para os riscos de uma "dupla pandemia" potencialmente letal de Covid-19 e gripe, encorajando as pessoas a levarem a vacina da gripe e a cumprirem as regras de distancimento social para travar a propagação do novo coronavírus.

"Esta pode ser a nossa última oportunidade para impedir que a primavera passada se repita", avisou a comissária da UE.

Os adultos com elevado risco de ficarem com gripe são aqueles que também apresentam um risco superior de contrair Covid-19. Esta semana, cientistas do Instituto de Saúde Pública de Inglaterra reveleram os resultados de um estudo que sugere que pessoas infetadas com o vírus da gripe e com o novo coronavírus enfrentam mais do dobro dos riscos de morte em comparação com pessoas que apenas contraem Covid-19.

Os vírus que causam a chamada gripe sazonal têm capacidade para infetar entre 4 e 50 milhões de pessoas por ano na Europa -- dependendo se, em dado ano, a época do vírus sazonal é severa ou mais moderada. Por ano, morrem em média entre 15 mil e 70 mil europeus por problemas ligados à gripe.

Na semana passada, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já tinha alertado para as taxas "alarmantes" de transmissão de Covid-19 na Europa desde o final de agosto.

Na conferência de imprensa desta manhã, Kyriakides e Andrea Ammon, diretora do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC, na sigla inglesa), também falaram sobre o "aumento preocupante" de casos de Covid-19 no continente, referindo que alguns países estão já a atingir picos mais elevados do que os registados em março, na primeira vaga da pandemia.

"Isto pode ser explicado, em parte, pela melhoria das estratégias de testagem", admitiu Ammon. "Contudo, muitos países europeus parecem estar agora a passar de uma transmissão local limitada para uma transmissão comunitária sustentada. Esta pandemia está longe do fim e não podemos baixar a guarda."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.