Tempo
|
A+ / A-

Presidente do Rio Ave confirma abordagem do FC Porto por Matheus Reis

22 set, 2020 - 16:09 • Redação

Silva Campos confirma que há vários interessados no lateral e há negociações a decorrer. O Rio Ave joga na quinta-feira, em casa do Besiktas.

A+ / A-

António Silva Campos, presidente do Rio Ave, admite que o lateral-esquerdo Matheus Reis tem vários interessados no mercado, e o FC Porto até "fez alguns contactos" pelo defesa brasileiro.

Em declarações no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, antes da viagem do Rio Ave para a Turquia, onde os vila-condenses vão disputar o acesso ao "play-off" da Liga Europa contra o Besiktas, o presidente não esconde que há negociações pelo defesa.

"Não vou esconder que há negociações, há vários interessados. Estou na expetativa. O Matheus Reis tem muita qualidade, teve uma progressão muito grande e está preparado para jogar num clube grande, tenho a certeza. O FC Porto chegou a fazer alguns contactos indiretamente, mas queremos manter ao máximo o plantel para conseguirmos fazer uma boa temporada. Se aparecer uma proposta que justifique, aí vamos tomar o rumo certo, pensando no clube e no jogador", afirmou.

Silva Campos reconhece que tem vários jogadores cobiçados, fruto da boa última época, mas o objetivo é segurá-los, até porque o clube disputa o acesso à Liga Europa.

"Não podemos esquecer que fizemos uma grande época, acabamos no quinto lugar e estamos nas competições europeias. Temos jogadores muito cobiçados, sabemos disso, mas também temos resistido ao mercado, porque estamos focados na Liga Europa", termina.

O Rio Ave já vendeu Nuno Santos e Mehdi Taremi nesta janela de transferências, ao Sporting e FC Porto, respetivamente. Matheus Reis, de 25 anos, chegou ao Rio Ave em 2018, depois de uma época no Moreirense, cedido pelo São Paulo. O defesa está no último ano de contrato.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.