Tempo
|
Jacinto Lucas Pires-Henrique Raposo
Um escritor, dramaturgo e cineasta e um “proletário do teclado” e cronista. Discordam profundamente na maior parte dos temas. À segunda e quarta, às 9h15
A+ / A-
Arquivo
Plano Covid para outono e inverno - 21/09/2020
Plano Covid para outono e inverno - 21/09/2020

​J. Lucas Pires

Covid com gripe sazonal “pode criar tempestade difícil de dominar”

21 set, 2020 • Miguel Coelho , Cristina Nascimento


Comentadores da Renascença defendem que plano para o outono e inverno deve ser conhecido o mais brevemente possível.

O comentador da Renascença Jacinto Lucas Pires defende que o plano de contingência para este outono e inverno deve ser conhecido quanto antes.

"Vêm aí os meses de frio e pode haver outras complicações. Ainda não se percebeu muito bem se o cruzamento com a gripe pode criar uma tempestedade dificl de dominar", diz o escritor.

O comentário surge a propósito também das declarações do bastonário da Ordem dos Médicos sobre a urgência na divulgação deste plano.

Jacinto Lucas Pires destaca ainda importância de não voltar a acontecer as "pessoas terem medo de ir ao hospital", considerando "essencial manter os hospitais abertos"

Já Henrique Raposo defende que tem de haver uma normalização da pandemia.

"A epidemia tem que ser um tema entre outros temas. Os problemas que sempre tivemos e sempre debatemos não desapareceram e estão a agravar-se", argumenta.

Os comentadores da Renasceça analisaram ainda a convenção do Chega que se realizouno fim de semana passado. Jacinto Lucas Pires considera que "houve um certo amadorismo" na orgnaização do evento que não "pareceu ainda muito um partido, mas mais um movimento em torno da figura do Ventura".

Lucas PIres considera ainda que o líder do Chega "apanhou um susto democrático" face à dificuldade de Ventura em eleger a direção do partido.

Há Henrique Raposo aponta as dificuldades do Chega em observar algumas das regras básicas tendo em conta a Covid-19."Quem criticou tanto o Avante! tinha de ter cumprido as coisas, como o Avante! cumpriu", argumenta.

Sobre a leitura política da convença, Raposo diz identificar "várias correntes dentro do Chega, há pessoas que são de uma extrema direita hard core até pessoas que vêem no Chega um voto de protesto como outro qualquer".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.