Tempo
|
A+ / A-

Notícia Renascença

Internacional pela seleção portuguesa na II Liga. Leixões perto de assegurar Beto

21 set, 2020 - 11:10 • Sílvio Vieira , Eduardo Soares da Silva

O guarda-redes, de 38 anos, está de regresso a Matosinhos, 11 anos épocas depois. Beto é um jogador livre, depois de ter terminado contrato com o Goztepe, da Turquia.

A+ / A-

Será, muito provavelmente, a grande figura da II Liga portuguesa. A Renascença apurou que Beto, internacional português, vai jogar no Leixões. Onze anos depois de ter saído de Matosinhos, o guarda-redes, de 38 anos, regressa ao Estádio do Mar.

Apesar de ter tido outras possibilidades no mercado, inclusivamente na I Liga, Beto terá optado pelo conforto de regressar a um clube onde é um ídolo para os adeptos. Livre, depois de ter deixado os turcos do Goztepe, o jogador já tinha dito, a Bola Branca, que desejava prosseguir mais perto de casa.

"Neste momento, dou prioridade a voltar a casa. Mas, obviamente, o mercado nem sempre se apresenta tão apetecível como nós desejamos. Não sendo apetecível terei de abrir outras portas, mas não estamos a falar na Turquia, ou algo que se pareça. Quero ficar muito mais perto", declarou, no final de agosto.

O Leixões sugeriu, no domingo à noite, o regresso de uma referência ao clube, com uma publicação nas redes sociais e deverá confirmar, nas próximas horas, que se trata de Beto.

O guarda-redes esteve três épocas no clube de Matosinhos, onde foi campeão da II Liga, em 2007. Esteve duas épocas no escalão principal, antes de se transferir para o FC Porto, clube pelo qual foi campeão nacional, venceu duas taças e três supertaças.

No currículo tem, ainda, o título da Liga das Nações, o de campeão romeno, pelo Cluj, e três troféus da Liga Europa, pelo Sevilha.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.