Covid-19

“Há famílias que têm vergonha de pedir ajuda”. Nova onda de pobreza em Portugal dispara pedidos de apoio alimentar

20 set, 2020 - 18:10 • Sofia Freitas Moreira (edição) Reuters (imagens)

A pandemia da Covid-19 desencadeou uma nova onda de pobreza em Portugal. Em julho, cerca de 407 mil portugueses estavam registados no centro de emprego, mais 37% do que no mesmo período do ano passado e, desde a chegada da Covid-19, quase 900 mil trabalhadores viram os contratos de trabalho suspensos. Os pedidos de ajuda alimentar aumentaram 15%, apurou a agência EFE, e nos meses de maior pico de infeções, mais de 60 mil pessoas contactaram o Banco Alimentar.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.