|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus

Dois dos migrantes que chegaram ao Algarve infetados com Covid

16 set, 2020 - 20:14 • Redação com Lusa

Os dois migrantes fazem parte de um grupo de 28 que desembarcou na Ilha de Faro, na terça-feira.

A+ / A-

Veja também:


Dois dos migrantes que desembarcaram ilegalmente no Algarve, na terça-feira, estão infetados com Covid-19.

A diretora nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras diz que estão a ser seguidas todas as indicações da DGS para estes casos.

Os dois migrantes com Covid-19 fazem parte de um grupo de 28 que desembarcaram terça-feira na Ilha de Faro, tendo sido todos detidos.

“Dois deram positivo o que implica que sejam cumpridas as determinações da autoridade de saúde”, explica Cristina Gatões.

“Estão separados. Estamos a trabalhar em várias frentes e durante o dia de amanhã o tribunal irá decidir que medida de coação será aplicada”, disse ainda a diretora do SEF.

Logo depois de terem sido intercetados, os migrantes foram levados, ao final do dia de terça-feira, para a Base de Apoio Logístico da Proteção Civil em Quarteira, onde foram submetidos a testes.

Fonte do SEF disse que os migrantes estão “indocumentados” e “dizem ser marroquinos” de nacionalidade, estando entre eles “um menor de 15 anos” e “três mulheres, uma delas grávida de cinco meses”.

Questionada sobre se o menor estava acompanhado de familiares ou viajavam sem acompanhamento, a mesma fonte disse apenas que houve um dos elementos que viajava no grupo que “disse ser o tio”, mas essas informações ainda não puderam ser confirmadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.