Tempo
|
A+ / A-

França

Polémica no PSG-Marselha provoca festival de suspensões

16 set, 2020 - 21:40 • Redação

Cenas de pancadaria nos descontos resultam em penas de um a seis jogos de suspensão. Álvaro González fica sob investigação por alegados insultos racistas a Neymar.

A+ / A-

Já se conhecem as consequências da confusão que se instalou nos últimos minutos do jogo entre Paris Saint-Germain e Marselha, no último domingo. Jogadores de ambas as equipas foram suspensos.

Durante os descontos da partida, que o Marselha, de André Villas-Boas venceu (0-1), foram exibidos cinco cartões vermelhos. Di María terá cuspido em Álvaro González, que em torno terá dirigido insultos racistas a Neymar, que lhe deu um murro. Benedetto empurrou Leandro Paredes, que se levantou para lhe dar um soco e, instalada a confusão, Kurzawa e Amavi andaram aos murros e pontapés.

Esta quarta-feira, ficou a saber-se que foram quase todos corridos a sanções. A pena mais pesada foi para Kurzawa (PSG): seis jogos. Amavi (Marselha) foi castigado por três partidas. Neymar e Paredes, ambos do PSG, foram suspensos por dois jogos, mais outro com pena suspensa. Já Benedetto (Marselha) falha apenas um encontro.

Além disso, a Liga francesa decidiu abrir investigação aos insultos racistas que Álvaro González alegadamente dirigiu a Neymar.

Di María, que terá cuspido no central do Marselha, foi convocado para a próxima reunião do Conselho de Disciplina da Liga francesa.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.