|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Pinto da Costa aconselha Vieira a desligar-se do apoio de António Costa

14 set, 2020 - 08:48 • Redação

Em declarações ao jornal "O Jogo", o presidente do FC Porto disse que o primeiro-ministro "arrisca-se a ficar na história como o homem que asfixiou os clubes de futebol e matou as outras modalidades".

A+ / A-

O presidente do FC Porto, em declarações ao jornal "O Jogo", aconselha Luís Filipe Vieira a desligar-se do apoio de António Costa à sua recandidatura à presidência do Benfica.

Pinto da Costa considera que o primeiro-ministro "arrisca-se a ficar na história como o homem que asfixiou os clubes de futebol e matou as modalidades", por não permitir o regresso dos adeptos .

"Estamos na linha da frente entre os países com maior carga fiscal da Europa e mesmo sabendo que não temos receitas, por não ser permitido ter público, o Governo não baixa, nem suspende parcialmente os altos impostos que caem sobre os clubes", argumenta.

Nesse sentido, e respondendo à questão sobre que entendimento tem do apoio de António Costa a Luís Filipe Vieira nas eleições do Benfica, Pinto da Costa reforça que não sabe se será bom ter como apoiante "o responsável pela destruição e falência dos portugueses".

O dirigente portista, por outro lado, entende a decisão de António Costa porque a associação a Vieira, considera, "lhe dará popularidade". O presidente do FC Porto considera, ainda, nestas declarações ao jornal "O Jogo", que não sente que haja promiscuidade entre futebol e política, com uma exceção.

"Não sinto que haja essa promiscuidade. Raramente vejo políticos no futebol, tirando o camarote presidencial do Estádio da Luz. Nalguns jogos, parece que está a haver uma reunião do Conselho de Ministros. Se há promiscuidade, não é propriamente no futebol. Só ali", afirma.

António Costa integra a comissão de honra da candidatura de Luís Filipe Vieira às eleições do Benfica e já esclareceu que o faz na condição de cidadão e adepto do Benfica, e não como primeiro-ministro ou secretário-geral do PS.

A sua decisão, no entanto, gerou polémica e críticas, nomeadamente, de outros líderes políticos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Petervlg
    15 set, 2020 Trofa 09:30
    Um pais num estado lastimoso, com casos de covid 19 a aumentar todos os dias, vai-se permitir pessoas em recintos desportivos, só mesmo um asno para dizer tamanha estupidez
  • João Lopes
    14 set, 2020 15:22
    Os marxistas não olham a meios para atingir os fins!
  • Ivo Pestana
    14 set, 2020 Funchal 12:17
    Mas LFV, não vai dar ouvidos a Pinto da Costa. Já não é Presidente do Alverca.
  • aderito dos santos pires
    14 set, 2020 11:09
    não comento