|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Costa insiste que apoio a benfiquista Vieira nada tem a ver com política

14 set, 2020 - 11:50 • Susana Madureira Martins com Lusa

Primeiro-ministro não quis comentar aprofundadamente as críticas de que tem sido alvo, afirmando estar concentrado no recomeço das aulas presenciais nas escolas.

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, voltou esta segunda-feira a defender que o seu apoio à recandidatura do presidente do Benfica "rigorosamente nada" tem a ver com a sua vida política ou funções.

"Mais uma razão acrescida para que não misture de forma alguma aquilo que são as minhas responsabilidades enquanto agente político com coisas que rigorosamente nada têm ou tiveram a ver com a minha vida política ou funções", disse.

Costa respondia aos jornalistas à saída de uma visita à Escola Secundária de Benavente, assinalando o primeiro dia do arranque do ano letivo, desta feita num contexto de pandemia de Covid-19.

O chefe do Governo preferiu manifestar-se "150% concentrado" no assunto que o trouxe ao referido estabelecimento de ensino e evitou responder a mais questões sobre a sua inclusão na comissão de honra da candidatura do atual presidente "encarnado", Luís Filipe Vieira, envolvido em diversos processos judiciais.

“Foi fundamental a paragem em março e é fundamental agora esta reabertura para a aprendizagem das crianças, mas também para que a nossa sociedade se vá reencontrando e passar neste teste tão difícil que é encontrar uma nova normalidade a viver com este vírus tão perigoso”, disse ainda o primeiro-ministro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    14 set, 2020 Lisboa 17:25
    Nem vou falar que o PM escolheu dar apoio a um empresário - porque antes de ser Presidente do Benfica, LFV é um empresário - daqueles que se aproveitou como pode e à grande e à francesa das fragilidades e escândalo de empréstimos da Banca. Cravou o Novo Banco onde deve centenas de milhões - que obrigaram à intervenção consecutiva do Fundo de Resolução (ele, Vieira não paga, alguém tem de pagar....), cravou a Caixa Geral de Depósitos onde parece que deve outro tanto, anda envolvido numa data de esquemas e negociatas pouco claras, trafulhices que estão a chegar ao Ministério Público... Pensava que Costa e já agora, Medina, eram mais espertos. Eu quereria distância dum tipo assim. Não, pertencer à comissão de honra dele...
  • Americo
    14 set, 2020 Leiria 15:41
    Isto roça a impunidade e arrogância. Nunca imaginei isto num primeiro ministro. É bater no fundo. É só lama.
  • 14 set, 2020 13:10
    Como mais uma VÊZ o Senhor Primeiro Ministro continua a manter a sua postura em relação ao que deveria ser de AFASTAMENTO, venho dizer-lhe que as COISAS não são como estão a SER. Então veja. Nos princípios dos anos 80 eu transportava Equipas de ARBITRAGEM. Transportei também Delegados Técnicos e algumas vezes Elementos do Conselho Nacional de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol. Por esse facto e não só é que MUITAS VEZES digo aqui RR, que conheço QUASE todos os Estádios e Campos de Futebol. Essa minha CORRERIA terminou por VONTADE PRÓPRIA nos finais dessa década. E porquê. Porque uma noite numa Assembleia Geral de Associados do Clube do qual era sócio, fui convidado por UNANIMIDADE para Presidir a Direção ali escolhida. Apartir dali passamos a preparar a época desportiva que estava prestes a começar. Nos dias SEGUINTES depois da azáfama desses trabalhos, fiz o que tinha de ser feito. Então o que FIZ. Fui junto dos Elementos das Equipas de Arbitragem e disse-lhes que a partir daquela data não estaria disponível para aquele fim, justificando que não LHES queria CRIAR PROBLEMAS devido á minha nova função no Futebol. Fiz isso mesmo com os Delegados Técnicos. Sei que o HOMEM é aquilo que cada um QUER SER, mas há LUGARES e POSIÇÕES que não são IGUAIS para o Homem NORMAL. Para mim a ÉTICA é um valor que não deve ser exercida apenas por UNS e não por OUTROS. Já disse muitas vezes. Quem não SABE SER, que não o SEJA.
  • 14 set, 2020 12:35
    Pelo um socio "o benfica perdeu na semana passada!
  • 14 set, 2020 12:33
    Onde ja se viu uma coisa destas" lamberem as botas uns aos outros!