|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19 por concelho. Lisboa com aumento de 300 casos e cinco novas entradas na lista

14 set, 2020 - 14:37 • Joana Gonçalves

Castro Verde, Estremoz, Mértola, Mesão Frio e Nisa juntam-se à lista da DGS. Os municípios do Seixal e Guimarães ultrapassam os mil infetados e Vila Nova de Gaia supera a barreira dos dois mil casos. Lisboa, Sintra, Amadora, Loures e Oeiras registam o maior aumento de novos casos nos últimos setes dias. Apenas 36 concelhos permanecem livres de Covid-19, em Portugal.

A+ / A-

Veja também:


O boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que Lisboa (+307), Sintra (+264), Amadora (+155), Loures (+147) e Oeiras (+118) são os municípios com maior aumento de infeções, nos últimos setes dias.

De acordo com o mesmo documento, os municípios do Seixal e Guimarães ultrapassaram esta semana os mil infetados e Vila Nova de Gaia supera a barreira dos dois mil casos. Do total de concelhos, 189 registam, pelo menos, mais um caso confirmado de Covid-19, nos últimos sete dias.

“Em relação às áreas críticas, de facto a maior parte dos concelhos continuam localizados na região de Lisboa e Vale do Tejo, sendo que Guimarães e Vila Nova de Gaia apresentam também maior incidência por 100 mil habitantes”, explicou em conferência de imprensa a diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas.

Castro Verde (3), Estremoz (4), Mértola (5), Nisa (4), quatro municípios da região do Alentejo, e ainda Mesão Frio (8), no Norte do país, juntam-se à lista da DGS.

Há, neste momento, 272 concelhos portugueses com, pelo menos, três casos confirmados de Covid-19.

Miranda do Douro regista um decréscimo no número de casos confirmados.


A DGS optou por suspender a atualização diária da caracterização demográfica dos casos confirmados, que passou a ser alvo de uma revisão semanal, publicada à segunda-feira.

Os dados divulgados, dão conta de apenas 90% do total de casos, registado em Portugal. À Renascença, a Direção Geral da Saúde adianta que "existem sempre acertos nos dados por concelhos, quer por atraso de notificação, quer por relocalização do utente em área de residência".

O diretor do serviço de doenças infecciosas do Hospital Curry Cabral tinha já admitido, também em entrevista à Renascença, atrasos no registo dos dados no SINAVE.

Sabendo que a contabilização não será relativa ao total dos casos – nem acompanhará em simultâneo os dados reportados pelas autarquias - a DGS optou por disponibilizar apenas dados do SINAVE, sistema nacional de vigilância epidemiológica

Lisboa continua a ocupar o topo da tabela com um total de 5.602 infetados com o novo coronavírus, seguido de Sintra (4.750), Loures (2.759) e Amadora (2.741).

Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral da Saúde registou quatro mais mortos e 613 infetados com Covid-19.

De acordo com o relatório da DGS, há neste momento 18.540 casos ativos da doença em todo o país.

O documento dá conta de um aumento de 25 internamentos em unidades hospitalares. Há agora 477 pessoas internadas, 61 das quais em cuidados intensivos (mais quatro do que no domingo).

Das quatro vítimas mortais, três registaram-se no Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo.

A DGS indica, ainda, que estão em vigilância 36.758 pessoas, mais 360 em relação a domingo.

Desde o início da pandemia, Portugal conta com 64.596 casos confirmados da doença, 1.871 vítimas mortais e 44.185 recuperados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Americo
    14 set, 2020 Leiria 15:32
    Viva a festa do avante.