Vaticano

Papa pede que políticos ouçam população e respeitem "liberdades civis"

13 set, 2020 - 15:51 • Sofia Freitas Moreira (edição) Vatican News (imagens)

O Papa disse, este domingo, no Vaticano, que acompanha as manifestações de crescente “mal-estar” da sociedade civil, em vários países, perante situações políticas e sociais que considera “particularmente críticas”. Francisco convidou as pessoas a manifestarem-se de “forma pacífica, sem ceder às tentações da agressividade e da violência”. A intervenção, perante milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, evocou ainda os incêndios que deflagraram às primeiras horas da manhã de quarta-feira, no maior campo de refugiados na Grécia, em Moria, na ilha de Lesbos, deixando “milhares de pessoas sem um refúgio, ainda que precário”.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.