Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Críticas ao negócio de Fábio Silva. "São comissões a mais"

10 set, 2020 - 12:45 • Luís Aresta com Redação

José Fernando Rio e Nuno Lobo, antigos candidatos à presidência do FC Porto, dão voz ao descontentamente em relação aos 10 milhões de euros pagos de comissões no negócio de Fábio Silva para o Wolverhampton.

A+ / A-

Desilusão e preocupação. José Fernando Rio e Nuno Lobo, antigos candidatos à presidência do FC Porto, reagiram desta forma ao comunicado da SAD portista, enviado à CMVM, que anuncia 10 milhões de comissões pagas pela transferência de Fábio Silva para o Wolverhampton.

O comunicado da FC Porto SAD revela que a Gestifute, de Jorge Mendes, recebe sete milhões de euros, sendo que outros três milhões serão pagos à STV, empresa que representa Fábio Silva e na qual tem participação Jorge Silva, pai do jogador.

Em declarações a Bola Branca, José Fernando Rio, candidato derrotado nas últimas eleições do FC Porto, confessa estar desiludido, mas não surpreendido pelo valor cobrado por Jorge Mendes.

"É uma desilusão, mas não é uma surpresa absoluta. Sabemos como é trabalhar com Jorge Mendes, que é um grande empresário, mas exige muito de quem trabalha com ele. Este negócio aconteceu por causa de Jorge Mendes, foi ele que conseguiu levar o negócio até ao fim e é natural que se cobre de maneira superior ao normal", diz, a Bola Branca.

Apesar de encarar com normalidade, José Fernando Rio acha que "são comissões a mais", para quem o FC Porto, pela situação financeira que atravessa, cedeu à preponderância de Jorge Mendes.

"É o empresário mais importante do mundo, mas não é dono do futebol. Se o FC Porto estivesse numa situação financeira mais estável e sustentável, não se sujeitava a este tipo de comissões. São sete milhões de euros para Jorge Mendes e três milhões para outra empresa, que acho que é do pai do Fábio Silva, que considero que seja justo que tenha o seu prémio. Mas são comissões a mais. A comissão que o pai do Fábio vai receber seria a mais adequada para este tipo de negócios. Fico um pouco desiludido qu o FC Porto só fica com 30 milhões dos 40", diz.

Comparação à venda de João Félix

Já Nuno Lobo, também derrotado nas urnas por Pinto da Costa, não entender como a SAD portista foi à banca financiar-se para satisfazer necessidades de tesouraria e agora abdica de 25% do valor da transferência de Fábio Silva para o Wolverhampton. Nuno Lobo confessa estupefação.

"Fiquei estupefacto. Fiquei preocupado como é possível que o FC Porto fosse pedir dois milhões de euros há uns meses para pagar vencimentos e agora vamos dar 10 milhões de euros para comissões. São coisas que o universo portista não compreende", diz.

Nestas declarações a Bola Branca, Nuno Lobo compara a operação Fábio Silva com a levada a cabo pelo Benfica e Jorge Mendes com João Félix, para concluir que o Porto foi lesado: "Se compararmos este negócio com o de João Félix, de valores astronómicos, os valores cobrados ao FC Porto são superiores a esse negócio. Porquê?", questiona.

Numa altura em que estão a chegar reforços ao Dragão, Nuno Lobo exige saber qual é a real situação financeira da SAD.

"Fico agradado pelo esclarecimento deste contrato, mas é preciso haver mais um esclarecimento sobre o que é verdade e mentira, qual a situação atual da SAD. Vemos chegarem jogadores ao FC Porto, se vamos ter liquidez ou se vamos ter de depender do desempenho na Liga dos Campeões ou vamos pedir novamente dinheiro emprestado daqui a uns meses", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.