Tempo
|
A+ / A-

Futebol sem público

Pedro Proença. “Ninguém percebe porque não existe coerência”

10 set, 2020 - 22:56 • Redação

Dirigente lamenta decisão das autoridades e garante que vai continuar a trabalhar para o regresso do público às bancadas.

A+ / A-

O presidente da Liga profissional de futebol continua a lamentar que não haja público nos estádios em Portugal.

“Percebemos que há valores que não se negoceiam e a saúde publica é um deles, mas ninguém percebe porque não existe coerência naquilo que é a possibilidade de o publico poder estar nos estádios”, disse Pedro Proença, em declarações à Sporttv.

O antigo árbitro acrescenta que “o futebol existe com os jogadores, com os treinadores, dirigentes, árbitros, mas sem público não há razão de ser”.

Proença garante que vai insistir para que as autoridades de saúde autorizem o regresso dos adeptos, mesmo que com condicionalismos na lotação.

Estas declarações foram feitas à margem do Estoril – Arouca, jogo que abriu o campeonato da II Liga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+