Tempo
|
A+ / A-

Países Baixos

Covid-19. Contágios disparam na Holanda, mais de 5.400 novos casos na última semana

08 set, 2020 - 18:33 • Lusa

Instituto de Saúde Pública fala num aumento "preocupante" de novos casos de infeção pelo novo coronavírus em relação à semana anterior. Início das aulas nas universidades podem ter contribuído para a subida.

A+ / A-

Veja também:


Os Países Baixos registaram na última semana um aumento “preocupante” de contágios por coronavírus com 5.427 casos confirmados, quase mais 2 mil que em idêntico período anterior, apesar de uma redução de mortes e internamentos, indicaram as autoridades esta terça-feira.

A representante do Instituto de Saúde Pública (RIVM), Aura Timen, considerou “preocupante” o aumento de casos positivos que se refletem na última atualização semanal divulgada hoje, face aos 3.597 contágios confirmados no período anterior, e reconheceu que “a semana passada era muito otimista, mas a situação nesse momento foi temporária”.

A maioria dos contágios registaram-se nas províncias Holanda do Sul e Holanda do Norte, e em particular entre a população jovem, com a faixa dos 20 anos a obter uma taxa de contágio duas vezes superior à da faixa dos 30 anos, coincidindo com o início das aulas nas universidades, que poderão ter contribuído para o disparo dos dados.

Pelo menos 170 alunos da Universidade de Radboud em Nijmegen, foram submetidos hoje a uma quarentena de dez dias como medida de precaução, após ter sido detetado um surto de coronavírus num bar de estudantes das proximidades, encerrado na segunda-feira após dez casos positivos entre clientes e empregados.

Pelo facto de o aumento dos contágios se refletir essencialmente entre a população jovem, esta subida de infeções não se reflete nos internamentos hospitalares, que permanecem muito baixas, e quando apenas 43 pessoas pediram para ingressar no hospital.

Para mais, na última semana registaram-se 17 mortes pela Covid-19, face às 24 mortes registadas no mesmo período anterior.

Segundo o RIVM, não há indícios de que o aumento de casos esteja diretamente relacionado com a reabertura das escolas, que ocorreu há cerca de um mês, e os casos relacionadas com as escolas são geralmente contágios de adulto a adulto.

Nos Países Baixos, e devido à escassez de equipamentos e materiais de laboratório, apenas estão a ser submetidas a provas PCR as pessoas que têm sintomas de Covid-19, enquanto que os contactos de uma pessoas que estou positivo devem submeter-se, como recomendação, a uma quarentena de dez dias até ser confirmado se têm sintomas de coronavírus.

A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 893.524 mortos e infetou mais de 27,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (189.221) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 6,3 milhões).

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (41.584 mortos, mais de 352 mil casos), seguindo-se Itália (35.563 mortos, mais de 280 mil casos), França (30.726 mortos, quase 329 mil casos) e Espanha (29.516 mortos, mais de meio milhão de casos).

Portugal contabiliza 1.846 mortos em 60.895 casos de infeção.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.