|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19. “Reuniões do Infarmed” retomam no Porto

03 set, 2020 - 18:56 • Eunice Lourenço , Susana Madureira Martins

Reinício das reuniões de especialistas e políticos vai ser no Porto esta segunda-feira à tarde

A+ / A-

Ficaram conhecidas como “reuniões do Infarmed” por se realizarem nas instalações do Infarmed, em Lisboa, mas esta segunda-feira a reunião sobre Covid-19 que junta especialistas e políticos deixa essas instalações e muda-se para o Porto.

A reunião de segunda-feira marca o reinício destes encontros que estiveram suspensos em julho e agosto. Tem um novo modelo: a apresentação inicial feita por especialistas é pública, pode ser acompanhada por via digital por quem quiser. Mas também tem nova hora e novo local: vai ter lugar no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e realiza-se à tarde, com início marcado para as 15 horas.

A Renascença questionou o Ministério da Saúde sobre a razão para a alteração de local e a justificação foi: “Porque o Serviço Nacional de Saúde não é só em Lisboa.” No entanto, ainda não está decidido se as reuniões seguintes vão continuar no Porto, voltar para Lisboa ou realizar-se noutro local.

Um dos participantes regulares destas reuniões é Henrique Barros, que dirige o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto. Os outros três são o epidemiologista Manuel do Carmo Gomes e Carla Nunes e Baltazar Nunes , ambos especialistas em Epidemiologia e Estatística da Escola Nacional de Saúde Pública.

A primeira sessão destas reuniões teve lugar no final de março. Decorreram a um ritmo quinzenal até ao inicio de julho quando foram suspensas, gerando algumas críticas por parte dos partidos políticos.O PSD chegou a propor um modelo que passasse pelo Parlamento.

Na semana passada, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou o reinicio destes encontros. O dos assuntos que deve merecer a atenção dos especialistas nesta reunião será o manual de procedimentos para as escolas sobre o que fazer em três circunstâncias: suspeita de infeção, confirmação de um infetado, confirmação de surto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.