Tempo
|
A+ / A-

Notícia Renascença

Já há acordo entre Benfica e Almería por Darwin Nuñez

04 set, 2020 - 11:48 • João Fonseca com redação

Os encarnados assumem custos financeiros associados à antecipação do pagamento de 10 milhões de euros, correspondentes a duas tranches da transferência do ponta de lança. Darwin Nuñez será apresentado esta sexta-feira.

A+ / A-

Benfica e Almería já chegaram a acordo para fechar, em definitivo, a transferência de Darwin Nuñez. Ao que a Renascença apurou, os encarnados assumem os custos de uma operação financeira que permitirá ao Almería encaixar, de imediato, 10 milhões de euros, correspondentes a duas tranches de 5 milhões da transferência do ponta de lança para a Luz.

O jogador não foi oficializado na quinta-feira, por uma divergência entre os clubes, relativamente ao pagamento devido ao Peñarol pela mais valia obtida na venda do atleta. Os uruguaios têm direito a 20% do lucro obtido no negócio e exigem que o Almería salde a dívida de imediato.

O problema para os espanhóis é que o Benfica acordou pagar a primeira tranche do valor total até agosto de 2021, não estando, por isso, obrigado a liquidar qualquer valor nesta altura. O processo "encravou", precisamente, neste ponto.

Os clubes voltaram à mesa de negociações, com os espanhóis a reclamarem pagamento, por parte do Benfica, dos custos associados a uma operação financeira que lhes dará liquidez. O Benfica não antecipa o pagamento de Darwin, mas irá suportar os custos associados ao empréstimo a que o Almería vai recorrer.

Esse valor acrescerá aos 24 milhões de euros acordados entre os dois clubes para selar a transferência do ponta de lança. Darwin Nuñez, uruguaio de 21 anos, é a contratação mais cara do futebol português.

Em atualização

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.