Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Cláudio Ramos "não vai vacilar" se for titular frente ao Braga

03 set, 2020 - 12:45 • Luís Aresta

O reforço do verão do FC Porto poderá ter de se estrear logo na primeira jornada do campeonato. Cadete, antigo treinador do guarda-redes, garante que Cláudio Ramos está pronto.

A+ / A-

Cláudio Ramos estará à altura do desafio, caso a lesão de Marchesín o empurre para a titularidade, na receção do FC Porto ao Braga, na primeira jornada do campeonato, dentro de duas semanas.

A garantia é de Paulo Cadete, que treinou o guarda-redes no Tondela e que elogia a sua "estabilidade emocional". Em entrevista a Bola Branca, Cadete revela que tem falado com Cláudio Ramos e garante que o reforço portista está pronto para assumir ser titular em qualquer circunstância.

"O Cládio tem uma postura e um caráter muito fortes, sabe muito bem aquilo que quer, onde estava [Tondela] e onde está atualmente. É claro que a responsabilidade é muito grande, mas com o caráter e a humildade que tem, não vai vacilar. Vai estar ao melhor nível. Vai estar tranquilo, porque também tem à sua frente colegas que lhe vão dar essa tranquilidade", afiança o ex-treinador de guarda-redes do Tondela.

Ex-Tondela trabalha para ser dono da baliza


Cadete assegura que Cláudio Ramos está "muito contente" e bem ciente do que é jogar num clube grande como o FC Porto, que "vive de vitórias".

"Agora, está a trabalhar para conquistar o seu espaço e para estar sempre disponível para ajudar o FC Porto a ganhar", completa.

Cláudio Ramos poderá fazer a estreia oficial pelo FC Porto frente a jogadores como Paulinho, Ricardo Horta e Gaitán, na receção dos dragões ao Braga, na primeira jornada. O encontro, marcado para 19 de setembro, sábado, às 21h00, no Dragão, terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.