Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Reino Unido retira Portugal da "lista negra"

20 ago, 2020 - 16:35 • Redação, com Lusa

Notícia foi avançada pelo jornal "The Guardian" e confirmada pelo Governo britânico. A medida significa que os viajantes que regressem de Portugal deixam de estar obrigados a uma quarentena à chegada ao Reino Unido.

A+ / A-

Veja também:


Portugal deixa a lista negra do Reino Unido de países com alto risco de infeção por Covid-19. A notícia foi avançada pelo jornal "The Guardian" e confirmada pelo Governo de Londres.

A medida significa que os viajantes que regressem de Portugal deixam de estar obrigados a uma quarentena à chegada ao Reino Unido.

"Os dados também mostram que agora podemos adicionar Portugal aos países INCLUÍDOS nos corredores de viagens”, disse o ministro dos Transportes, Grant Shapps, através da rede social Twitter.

A retirada de Portugal da lista negra foi aprovada pelo Governo britânico na quarta-feira e deverá entrar em vigor no sábado, adianta o "The Guardian".

Pelo contrário, Croácia, Áustria e a ilha de Trinidad e Tobago, nas Caraíbas, vão ser retiradas da lista devido ao crescente número de infeções, tal como tinha acontecido na semana passada com França, Países Baixos, Mónaco, Malta, as ilhas Turcas e Caicos e Aruba, e anteriormente com Bélgica, Andorra, Bahamas, Espanha e Luxemburgo.


"Como acontece com todos os países de ponte aérea, esteja ciente de que as coisas podem mudar rapidamente. Viaje apenas se estiver satisfeito com a quarentena inesperada de 14 dias, se necessário”, salientou Shapps, falando por experiência própria, pois teve de ficar 14 dias em isolamento ao voltar de férias em Espanha.

Portugal junta-se assim a um grupo reduzido de países que foram adicionadas à lista de “corredores de viagem” com o Reino Unido desde meados de julho, que incluem a Estónia, Letónia, Eslováquia, Eslovénia, o arquipélago de São Vicente e Granadinas, Brunei e Malásia.

O fim da quarentena obrigatória representa uma boa notícia para o turismo nacional, fortemente atingido pelos efeitos da pandemia de Covid-19.

O Reino Unido é o principal mercado emissor de turistas para Portugal, tendo representado cerca de 20% do total em 2019.

Portugal está na lista negra do Reino Unido desde o início de julho, uma decisão contestada pelas autoridades de Lisboa.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, classificou na altura a posição britânica como "absurda", "errada" e que causa "muito desapontamento", trazendo ainda graves consequências económicas e de confiança recíproca.

Portugal regista mais duas mortes e 291 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico desta quinta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de mortes sobe para 1.788 e o de casos confirmados desde a chegada da pandemia a Portugal aumenta para 54.992.

O Reino Unido registou até agora 41.403 mortes, o número mais alto na Europa e o terceiro maior no mundo atrás dos EUA e Brasil.

[notícia atualizada às 17h23]

MAPA DA COVID-19

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Anónimo
    21 ago, 2020 00:16
    Os comentadores "Romao" e "Digo Eu" têm razão. Já temos casos que cheguem em Portugal, não precisamos do turismo Covid! E não foram os ingleses que quiseram sair da UE? Então que se fiquem no seu país!
  • Digo Eu
    20 ago, 2020 Portugal com orgulho 20:02
    Agora que as aulas lá no território dos "bifes" estão prestes a começar e portanto ou já gozaram férias ou muito poucos as começam, agora é que eles veem com o levantamento do embargo, na guerra do Turismo. Devem estar a ver se se limpam, ou então, precisam do nosso voto favorável para alguma coisa lá em Bruxelas. Mandem-nos levar na bilha.
  • Romao
    20 ago, 2020 Paris 17:09
    Má noticia para a saude - Portugal deveria olhar para o que se está a passar em Espanha e França; grande parte dos britanicos é só bebedeira e quando assim é não há protocolo que resista.