Papa apela "ao diálogo e à recusa da violência" na Bielorrússia

16 ago, 2020 - 12:30 • Sofia Freitas Moreira (edição) Vatican News (Imagens)

Francisco apelou, este domingo, no Vaticano, ao fim da violência na Bielorrússia, palco de uma onda de protestos contra a reeleição do presidente Alexander Lukashenko. "Sigo com atenção a situação pós-eleitoral, neste país, e faço um apelo ao diálogo, à recusa da violência e ao respeito da justiça e do direito", disse o Papa. Perante centenas de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, recordou ainda o Líbano, atingido a 4 de agosto por violentas explosões no porto de Beirute.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.