Tempo
|
A+ / A-

Covid-19 na Grande Lisboa. Seis concelhos com vigilância reforçada

14 ago, 2020 - 08:12 • Marta Grosso

Na quinta-feira, o Conselho de Ministros aprovou a prorrogação da situação de contingência na Área Metropolitana de Lisboa e de alerta no resto do país, até às 23h59 de 31 de agosto.

A+ / A-

Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Setúbal e Vila Franca de Xira são os concelhos da Grande Lisboa vão ter vigilância reforçada, através das equipas multidisciplinares de combate à Covid-19. A notícia é avançada nesta sexta-feira pelo jornal “Público”.

Segundo Rui Portugal, responsável pelo gabinete de intervenção para a supressão da Covid-19 em Lisboa e Vale do Tejo e sub-diretor da Direcção-Geral da Saúde (DGS), estes concelhos reúnem duas condições fundamentais para que se conclua que apresentam um risco acrescido de casos de infeção pelo novo coronavírus: alta densidade populacional e níveis socioeconómicos instáveis.

As equipas multidisciplinares são constituídas por médicos de saúde pública, funcionários da Segurança Social, da Proteção Civil municipal (dos vários concelhos) e elementos das forças de segurança.

O reforço vai acontecer por fases, diz o responsável ao jornal, acrescentando que a medida se enquadra já na preparação no terreno para o Inverno.

“Podíamos neste momento estar a dar algum descanso às equipas, porque a situação está melhor, mas não, estamos a aumentar e a experimentar este modelo noutros locais que identificámos”, explica Rui Portugal.

Na quinta-feira, Portugal registou 325 novos casos de Covid-19, 204 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo. O número representa um aumento para níveis de meados de julho, altura em que se registaram 339 novas infeções pelo novo coronavírus.

Rui Portugal admite alguma preocupação, mas lembra que “tivemos surtos que podem explicar estes valores”.

“Aceitamos estes dados com humildade e preocupação, mas temos o controlo da situação”, afirma ao “Público”.

Também na quinta-feira, o Governo decidiu prolongar, até às 23h59 do dia 31 de agosto, a situação de contingência na Área Metropolitana de Lisboa (AML) e o estado de alerta no resto do país.

A AML engloba 18 municípios de um lado e de outro do rio Tejo, sendo a maior área metropolitana do país em número de habitantes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.