Tempo
|
A+ / A-

​Governo garante que alternativas às residências universitárias valem para todos os estudantes

07 ago, 2020 - 19:22 • Pedro Mesquita , Cristina Nascimento

Secretário de Estado do Ensino Superior Sobrinho Teixeira explica que o apoio do Governo com um valor base de 219 euros pode ser majorado “para as localidades onde o custo do alojamento seja superior à média nacional”.

A+ / A-

Veja também:


O secretário de Estado do Ensino Superior, Sobrinho Teixeira, garante que as alternativas às residências universitárias estarão disponíveis para todos os estudantes e não apenas os bolseiros.

“Estamos a tentar encontrar soluções para a globalidade dos estudantes deslocados, naturalmente para os estudantes bolseiros que estavam nas residências públicas, mas a nossa obrigação é também pensar em todos os estudantes deslocados e uma camada de jovens que, embora não sejam bolseiros, são jovens com um rendimento ‘per capita’ que não é alto e que precisam de alojamento condigno a preços que possam ser aceitáveis”, garante o governante.

A pandemia da Covid-19 obrigou à redução em um terço de camas nas residências universitárias. O Governo está a preparar uma alternativa para que os estudantes possam ser alojados em hostels e pousadas da juventude.

“São alojamentos que, tendo uma diminuição de ocupação em termos de pandemia, também para eles é bom que se encontre esta solução, porque lhes resolve um problema, e é bom para nós, porque também nos resolve este problema da necessidade do aumento de camas disponíveis”, argumenta.

Nestas declarações à Renascença, Sobrinho Teixeira explica que o apoio do Governo já tem um valor base definido - 219 euros – que pode ser majorado “para as localidades onde o custo do alojamento seja superior à média nacional”.

Sobrinho Teixeira explica que esta verba pode não ser aplicada nos hostels e pousadas. “O aluno é sempre livre de pegar no seu valor do complemento de alojamento e proceder a um aluguer, mediante contra fatura, onde de facto achar que é melhor”, remata.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.