Tempo
|
A+ / A-

Acionista da SAD diz que "gestão do Sporting está em desvario"

06 ago, 2020 - 22:55 • José Barata

Luís Pires integra grupo de pequenos acionistas da SAD que pede a demissão de Frederico Varandas, por incapacidade de administração financeira e desportiva. Sócio do Sporting diz que só a saída do presidente evitará perdas de ativos na SAD.

A+ / A-

Um grupo de pequenos acionistas da SAD do Sporting enviou carta aberta ao Conselho de Administração, exigindo que Frederico Varandas peça a demissão por incapacidade de gestão financeira e desportiva.

Luís Pires, um dos rostos deste grupo de pequenos acionistas da SAD, explica, em entrevista a Bola Branca, quais as principais preocupações.

“A maior preocupação é com o desvario de gestão financeira e de gestão de recursos desportivos que está a ser feito pelo Conselho de Administração, e também de algumas ações por parte do accionista maioritário [Sporting Clube de Portugal, o clube], que põem causa as expectativas dos acionistas desta SAD”, afirma.

Este accionista da SAD considera que a direcção de Frederico Varandas não tem capacidade para gerir financeira e desportivamente o Sporting, entendendo que só a demissão evitará perdas dos activos da SAD.

“Esta direção já mostrou que é completamente incapaz quer no plano financeiro, quer no plano de gestão de recursos desportivos e de planeamento de época. Esta direção continuar é uma perda clara dos activos da Sporting SAD”, avisa o acionista.

Luís Pires revela que este grupo de pequenos acionistas está a aumentar, sendo composto por mais de 100 sócios do Sporting:

“Nós encabeçamos um movimento de pequenos acionistas, maioritariamente são sócios do Sporting e têm ações da Sporting SAD. Estamos a falar de mais de 100 pessoas, mas tem tendência a aumentar depois deste protesto se ter tornado visível, porque alguns acionistas têm mostrado vontade de se juntar a este grupo completamente descontente com as políticas deste Conselho de Administração.”

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.