|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Neil Young processa Donald Trump por usar músicas suas sem autorização

05 ago, 2020 - 14:51 • Cristina Nascimento com agências

Young quer ser indemnizado em cerca de 120 mil euros por cada uso indevido das suas músicas.

A+ / A-

O cantor Neil Young avançou com um processo contra Donald Trump devido ao uso sem autorização de músicas suas em ações de campanha do presidente norte-americano.

O processo deu entrada no Tribunal Distrital de Manhattan. Neil Young refere a utilização das músicas "Rockin' in the Free World" e "Devil's Sidewalk" em várias ações, nomeadamente num comício a 20 de junho, em Tulsa, no estado do Oklahoma.

Neil Young garante que já tinha manifestado o seu desagrado junto do pessoal ligado à campanha presidencial, mas que as suas queixas informais foram ignoradas.

“A queixa não pretende desrespeitar os direitos e opiniões dos cidadãos americanos, que são livres de apoiar o candidato da sua escolha”, explicam os advogados do cantor.

Young quer ser indemnizado em cerca de 120 mil euros por cada uso indevido das suas músicas.

Não há, até ao momento, uma reação por parte dos responsáveis da candidatura de Donald Trump face a esta queixa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.