Tempo
|
A+ / A-

Fernando Tavares Pereira: "Esta direção está a enxovalhar o Sporting"

03 ago, 2020 - 12:45 • Carlos Dias

Antigo candidato aponta cenário de eleições como o melhor para o futuro do clube liderado por Frederico Varandas.

A+ / A-

O antigo candidato à presidência do Sporting Fernando Tavares Pereira mostra-se muito preocupado com o momento que o clube vive e considera que o atual Conselho Diretivo deve refletir e avançar para a demissão, possibilitando o cenário de eleições antecipadas.

“A direção tem de refletir muito bem o que quer para o futuro e se não tiver condições e se o Sporting estiver a ser enxovalhado, como está a ser neste momento, deve ser ela própria a pedir a demissão e a convocar eleições antecipadas”, afirma, em entrevista a Bola Branca.

Fernando Tavares Pereira mostra-se “incomodado” com as notícias de várias dívidas do Sporting para com outros clubes, devido a transferências de jogadores e treinadores.

Este antigo candidato à presidência do Sporting considera que “a pandemia não é desculpa” para o que diz ser a “má gestão” da equipa de Frederico Varandas, numa temporada futebolística com “tantos treinadores e com erros evidentes na contratação de jogadores”.

Fernando Tavares Pereira, Vitalino Canas e Coutinho Duarte reuniram com Rogério Alves, presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting.

Encontro que serviu para apresentar duas propostas relacionadas com a possível alteração de estatutos: o "não" ao voto eletrónico e possibilidade de uma segunda volta em futuras eleições para permitir legitimar um presidente com uma maioria absoluta. A primeira proposta será levada a votos em breve. Já a segunda só será discutida em 2021.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.