Tempo
|
A+ / A-

Risco máximo de incêndio e temperaturas a subir

03 ago, 2020 - 07:40 • Marta Grosso com Lusa

Na quarta-feira, as previsões apontam para máximas acima dos 30 graus, com algumas diferenças de Norte a Sul e com Évora a chegar aos 39.

A+ / A-

Mais de 60 concelhos do interior Norte e Centro e do Algarve estão em risco máximo de incêndio nesta segunda-feira, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que prevê vento forte nas terras altas.

O risco de incêndio definido pelo IPMA é calculado a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Nesta segunda-feira, o risco é máximo em mais de 60 concelhos dos distritos de Bragança, Vila Real, Viseu, Guarda, Portalegre, Castelo Branco, Leiria, Santarém e Faro.

Em risco elevado estão mais de uma centena de outros municípios no interior Norte, Centro e Algarve e em risco elevado outros cerca de 80 concelhos dos distritos de Braga, Porto, Aveio, Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Portalegre, Évora, Beja e Faro.

O risco de incêndio calculado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

O IPMA prevê para hoje vento forte de noroeste com rajadas no litoral oeste e nas terras altas do Centro e Sul.

Risco de incêndio até às 23h59 de terça-feira

Por causa do "significativo agravamento do risco de incêndio rural", o Governo decretou no domingo a situação de alerta em Portugal continental, que se mantém até às 23h59 de terça-feira.

Este alerta prevê:

  • proibição de queimadas e o uso de fogo-de-artifício ou de qualquer outra pirotecnia
  • o acesso e a circulação em espaços florestais só pode ser feito de acordo com o "previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios".

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) colocou também no domingo os distritos de Santarém e Faro em alerta de prontidão de nível vermelho e em alerta laranja quase todo o restante território, à exceção dos distritos do Porto, Braga e Viana do Castelo, que estão em alerta amarelo.

Estes estados de alerta especiais determinam o grau de prontidão de resposta dos meios de combate a incêndios.

Temperaturas a subir

Nesta segunda-feira, as temperaturas máximas vão variar entre os 23º (Porto e Aveiro) e os 34º (Faro, Beja e Castelo Branco), enquanto as mínimas vão oscilar entre os 14º (Braga, Viseu e Coimbra) e os 21º (Faro).

É na linha mais interior do país e em Faro que as temperaturas máximas mais elevadas se farão sentir.

Durante o dia, o vento deverá soprar forte no litoral Oeste e nas terras altas do Centro e Sul, e o céu deverá estar pouco nublado, ainda que com períodos de maior nebulosidade (em especial por nuvens altas).

Pode tornar-se muito nublado no litoral entre o Cabo Raso e o rio Douro para o
final dia.

Na terça-feira, o calor deverá estender-se a mais zonas, como Lisboa (31 graus), Setúbal, 33), Beja e Évora (com 36 e 37 graus, respetivamente), Santarém (35), Viana do Castelo (30) e Braga (33).

Em Faro, pelo contrário, a temperatura máxima deverá descer para os 29 graus centígrados.

Na quarta-feira, as temperaturas voltam a subir. Faro passa para 30 graus, Lisboa sobe aos 33, Porto mantém-se nos 27, Beja sobe aos 37, Évora aos 39, Castelo Branco aos 38.

Neste dia, não se prevê grande nebulosidade em qualquer parte do país e os distritos de Beja e Évora estão sob aviso amarelo por causa do calor.

Nos arquipélagos da Madeira e dos Açores, as temperaturas máximas são mais estáveis e rondam os 25 graus. O Funchal é a zona mais quente, prevendo-se para esta segunda-feira uma máxima de 27 graus, subindo aos 28 na terça e voltando aos 27 na quarta-feira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.