|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

SpaceX

Cápsula da NASA está a caminho de casa e vai amarar no Golfo do México

02 ago, 2020 - 11:10 • Redação com Lusa

A cápsula da NASA deverá concluir a viagem de regresso às 17h41, hora de Lisboa, aterrando nas águas do Golfo do México.

A+ / A-

A cápsula Dragon, da empresa SpaceX, deixou a Estação Espacial Internacional, este domingo, iniciando o seu regresso à Terra, anunciou a agência espacial norte-americana (NASA).

A viagem de regresso terá a duração de 19 horas e marca o final de uma missão histórica de dois meses.

A cápsula transporta dois astronautas norte-americanos da NASA e deverá concluir a viagem de regresso com a amaragem, no Golfo do México, às 18h41 GMT (17h41 hora de Lisboa).

A Crew Dragon é a primeira nave espacial desenvolvida por uma empresa comercial. A SpaceX é uma iniciativa de Elon Musk, o fundador da Tesla.

Tal como a partida da Terra para o espaço foi adiada por causa do mau tempo, o regresso também pode sofrer alterações. Se tal acontecer a culpa será de Isaías, o furacão que se aproxima da Florida. Os especialistas da NASA dizem continuar atentos às condições meteorológicas durante a viagem.

Se as condições meteorológicas piorarem, os astronautas poderão ser forçados a permanecer no interior da cápsula, em órbita da Terra, com a possibilidade de avançar com uma segunda tentativa de aterragem 24 ou 48 horas depois.

A SpaceX acoplou no dia 31 de maio na Estação Espacial Internacional, no primeiro voo privado rumo ao espaço.

Os interessados poderão acompanhar todo o percurso da Crew Dragon através da NASA TV, que irá transmitir em streaming a viagem histórica.

Missão histórica. Foguetão da NASA e de Musk já está em órbita
Missão histórica. Foguetão da NASA e de Musk já está em órbita (31 de maio)
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.