|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

INQUÉRITO SEROLÓGICO NACIONAL COVID-19

Há 121 mil pessoas imunes à Covid-19 em Lisboa, revela estudo serológico

31 jul, 2020 - 13:45 • Joana Gonçalves

Resultados do primeiro inquérito serológico nacional, conduzido pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, revelam que 3,5% da população residente na região de Lisboa e Vale do Tejo já foi infetada pelo novo coronavírus, o valor mais elevado em todo o país.

A+ / A-

Cerca 121 mil residentes na região de Lisboa e Vale do Tejo - 3,5% do total da população residente - já foram infetados com o novo coronavírus, de acordo com os dados apurados no primeiro inquérito serológioco nacional Covid-19, realizado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. O valor agora conhecido representa 40% do total de infetados estimados em Portugal.

Entre as diferentes regiões em análise, "a seroprevalência variou entre 1,2% no Alentejo e 3,5% em Lisboa e Vale do Tejo", lê-se no relatório. Os números referentes às restantes regiões do país não são ainda conhecidos.

O mesmo documento revela que cerca 300 mil portugueses já foram infetados com o novo coronavírus, em todo o país, e 44% são assintomáticos.

Os resultados apontam ainda para uma seroprevalência duas vezes mais elevada nos homens que nas mulheres, contrariando os valores conhecidos que apontam para uma diferença de mais de cinco mil casos no género feminino em relação ao masculino.

Neste estudo epidemiológico observacional, de âmbito nacional, foi analisada uma amostra de 2.301 pessoas residentes em Portugal, recrutadas em 96 pontos de colheita de 7 Laboratórios de Patologia Clínica da comunidade associados da ANL e 18 hospitais do SNS, entre 21 de maio e 8 de julho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    31 jul, 2020 Funchal 14:47
    E a prova da sua fiabilidade, está na empresa australiana fabricante da covax-19, uma vacina contra a covid-19, que irá aplicar a pessoas curadas desta doença, de modo a não serem novamente infetados e assim aumentando a sua imunidade. Basta ler a noticia, vinda da Austrália. Cuidem-se!
  • Ivo Pestana
    31 jul, 2020 Funchal 14:39
    Estudos para ocupar cientistas. Todos sabemos que quem foi infetado, pode vir a ser novamente. Logo estes dados valem pouco. Cuidem-se!