Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​O folhetim do costume

30 jul, 2020 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Desportivo das Aves e Vitória de Setúbal foram despromovidos para os campeonatos não profissionais, o que implica a abertura de duas vagas na segunda Liga.

A notícia ontem avançada segundo a qual estão a registar-se diversas movimentações no sentido de alterar profundamente as classificações registadas no campeonato que terminou há uma semana, não surpreendeu os mais atentos a fenómenos como este registados no futebol português.

Desportivo das Aves e Vitória de Setúbal foram alvos da Comissão de Auditoria da Liga de Clubes que reprovou os seus processos de licenciamento, sendo por isso ambos despromovidos para os campeonatos não profissionais, o que implica a abertura de duas vagas na segunda Liga. No entanto, tanto avenses como sadinos poderão apresentar recursos desta decisão, os quais provocarão, naturalmente e de imediato, efeitos suspensivos.

Ao mesmo tempo, a Liga de Clubes abre a porta a Portimonense, Cova da Piedade e Casa Pia para substituir os afetados pela sua decisão, os quais não cumpriram os requisitos para se inscreverem nas provas profissionais. Por tudo isto, os próximos cinco dias vão ser decisivos para vermos clarificadas, de vez, as dúvidas que por agora ainda se colocam.

Não é, infelizmente, a primeira vez que temos perante nós situações como esta, sobretudo relacionadas com o Vitória de Setúbal. Trata-se de um clube com uma história brilhante no futebol português, mas também muito marcado por períodos difíceis, em resultado de dificuldades financeiras, que o clube não tem conseguido tantas vezes ultrapassar.

No caso do Desportivo das Aves fica sobretudo a lição que tem a ver com a forma como alguns clubes portugueses entregaram, de mão beijada, as suas sociedades desportivas a entidades estrangeiras, aparentemente endinheiradas, mas inábeis e ambiciosas, mas que em nada contribuíram para o seu progresso e, muito mais, para a sua estabilidade.

Que a lição de agora não deixe de ser aproveitada no futuro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.