|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Artur Jorge quer acordar com a manchete "objetivo atingido"

24 jul, 2020 - 14:09 • Redação

O Braga defronta o FC Porto na última jornada do campeonato, ainda com possibilidades de chegar ao 3.º lugar. Treinador sente-se capaz de continuar a trabalhar na I Liga, mas admite regressar aos sub-23 dos minhotos.

A+ / A-

Com o Braga ainda na luta pelo terceiro lugar - precisa de vencer o FC Porto e esperar que o Sporting perca com o Benfica, na última jornada - , Artur Jorge tem título para a abertura dos jornais, no domingo: "objetivo atingido".

"Nesta altura, estamos satisfeitos por estar ainda na luta. Quando chegámos assumimos que iríamos lutar até ao fim pelo 3.º lugar e iremos cumprir. Vamos ao último jogo à procura do 3.º lugar. Temos de fazer a nossa parte, vencer o FC Porto e esperar derrota do Sporting", contabiliza o treinador.

Pela frente terá os campeões nacionais, que até poderão apresentar um 11 com algumas poupanças, pensando na final da Taça de Portugal, com o Benfica, a 1 de agosto. Artur Jorge, no entanto, espera um FC Porto forte, independentemente dos nomes que Sérgio Conceição vai escolher.

"Acho que o Porto irá apresentar-se forte e nós tivemos preocupação de preparar o jogo a pensar no seu coletivo forte e não a pensar com quem o Porto se vai apresentar", sublinha.

Para contrariar a força do adversário, "o Braga tem de ser uma equipa agressiva em todos os momentos e estar preparada para poder ser compacta defensivamente".

"Não podemos ser previsíveis. Reconhecendo valor da equipa adversária, tenho de realçar que nós também temos jogadores de muita qualidade, capazes de jogar para ganhar os três pontos", acrescenta.

Futuro de Artur Jorge

O presidente do Sporting de Braga, António Salvador, irá anunciar o nome do treinador do Braga para a próxima temporada, após o final do campeonato. João Pedro Sousa, do Famalicão, tem sido apontado como favorito a assumir uma equipa que esta época teve quatro treinadores: Sá Pinto, Rúben Amorim, Custódio e Artur Jorge.

O antigo central do clube reforça que a sua preocupação, neste momento, é aproveitar a oportunidade. Se continua como técnico principal já é uma questão que não depende de si.

O treinador, no entanto, assume que sente condições de trabalhar na I Liga. Admite, contudo, assumir os sub-23 do Braga, que era o plano antes da chamada de urgência para suceder a Custódio.

"Irei abraçar o que será o meu projeto, mas obviamente que esta experiência me enriquece como profissional. Avaliei-me a mim próprio e senti-me perfeitamente capaz e ambiciono estar mais vezes na I Liga. Sei perfeitamente do contexto do que me foi pedido. Sinto-me capaz de poder fazer parte de um projeto de criar identidade e poder estar neste patamar. É esperar que se decida, se for aqui ou sub-23. Estarei com a mesma paixão que tenho pelo futebol", remata Artur Jorge.

O último jogo como treinador principal do Braga será frente ao FC Porto, este sábado, às 21h15. O jogo tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.