Tempo
|
A+ / A-

Trovoada e calor põem Portugal continental sob aviso amarelo

21 jul, 2020 - 08:27 • Marta Grosso com Lusa

Veja algumas imagens da trovoada seca da última madrugada. O fenómeno provocou 12 incêndios. As zonas mais afetadas foram Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Lisboa e Setúbal.

A+ / A-

Todos os distritos de Portugal continental estão nesta terça-feira sob aviso amarelo devido ao tempo quente, 12 deles também por causa da trovoada, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O aviso de trovoada destina-se aos distritos de Bragança, Viseu, Évora, Guarda, Vila Real, Setúbal, Portalegre, Beja, Lisboa, Leiria, Santarém e Castelo Branco e vigora até às zero horas de quarta-feira.

O aviso para o tempo quente, para todos os distritos, mantém-se até ao início desta noite.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Chuva de relâmpagos

Durante a madrugada, trovoadas secas provocaram 12 incêndios, três dos quais ainda se encontram em resolução, segundo a Autoridade de Proteção Civil.

As zonas mais afetadas foram Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Lisboa e Setúbal.

As redes sociais encheram-se de fotografias e vídeos sobre o fenómeno que mais parecia uma chuva de relâmpagos e raios.


Radiação ultravioleta com risco muito elevado

Apenas os distritos de Coimbra e Castelo Branco, com nível elevado, escapam ao risco muito elevado provocado pela radiação ultravioleta em todo o país.

Nestas situações é aconselhada a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol e protetor solar, e que se evite a exposição das crianças ao sol.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.