|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

O título pode esperar

15 jul, 2020 • Opinião de Ribeiro Cristovão


A equipa de Veríssimo repetiu defeitos ancestrais e os minhotos conseguiram mesmo constituir-se como a melhor formação em campo durante uma larga parcela dos noventa minutos jogados.

Ao contrário do que muitos pensavam, o Futebol Clube do Porto ainda não fez ontem à noite a almejada festa da conquista do título de campeão.

A vitória do Benfica frente aos vimaranenses adiou para outra altura essa possibilidade, que entretanto pode ser concretizada logo à noite, no seu próprio estádio, caso os dragões conquistem, no mínimo, um ponto no embate com o Sporting Clube de Portugal.

O jogo de ontem ainda deu azo a muitas dúvidas durante os noventa minutos.

A equipa de Veríssimo repetiu defeitos ancestrais e os minhotos conseguiram mesmo constituir-se como a melhor formação em campo durante uma larga parcela dos noventa minutos jogados. E só nos minutos finais os lisboetas respiraram de alívio, tendo-se mantido até aí sob um visível fio da navalha.

No Dragão, o clássico desta quarta-feira é muito mais do que isso.

Claro que estão em jogo, como sempre, os três pontos de cada desafio, mas poder festejar o título de um lado, e do outro dar maior consistência ao terceiro lugar, são dois factos que trazem ao confronto características muito especiais.

Claro que há condições para avançar com as mais diversas previsões: os dragões vão apresentar-se desfalcados de algumas peças (Uribe, Corona, Sérgio Figueiredo) que tem sido importantes para o bom desenvolvimento da máquina azul e branca, enquanto os leões não deixarão de voltar a apresentar alguns tenrinhos jogadores que poderão sentir o enorme peso de momentos que até agora ainda não viveram.

Portanto, esperar é a palavra de ordem.

E se o Futebol Clube do Porto conseguir logo à noite concretizar aquilo que é sobejamente esperado e inevitável, que a festa decorra no respeito pelos tempos difíceis que todos estamos a atravessar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.