|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19: Número de mortes do surto em lar de Reguengos de Monsaraz sobe para 17

15 jul, 2020 - 17:52 • Lusa

A mais recente vítima é uma idosa de 82 anos, avança a câmara municipal.

A+ / A-

Veja também:


O número de vítimas mortais do surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, aumentou para 17, após a morte de uma idosa de 82 anos, informou hoje a câmara municipal.

Segundo a atualização da situação epidemiológica no concelho de Reguengos de Monsaraz, divulgada pelo município, a idosa morreu no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), onde se encontrava internada, tendo o óbito sido comunicado na terça-feira à tarde.

Os casos ativos no concelho passaram na terça-feira para 125 (na segunda-feira eram 126), dos quais 85 no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), onde começou o surto em 18 de junho, além de 40 na comunidade, pode ler-se no comunicado da autarquia.

Em relação às pessoas que recuperaram da doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, indicou a câmara municipal, o número manteve-se nas últimas 24 horas, pelo que existem 20 curados, dos quais 15 na comunidade e cinco funcionários do lar da FMIVPS.

Na comunidade não se registou qualquer caso positivo de covid-19 nos últimos sete dias, sublinhou a autarquia.

Estes números refletem um universo de cerca de 2.100 testes feitos em Reguengos de Monsaraz com resultado conhecido até terça-feira, realçou, adiantando que estão planeados para hoje e quinta-feira mais cerca de 50 testes.

No HESE, encontram-se internadas sete pessoas do surto de Reguengos de Monsaraz, nomeadamente cinco utentes do lar, dos quais três em cuidados intensivos, e duas pessoas da comunidade, uma delas em cuidados intensivos.

Com a situação no lar, o concelho de Reguengos de Monsaraz regista o maior surto no Alentejo da doença da covid-19 provocada pelo novo coronavírus.

Em Portugal, morreram 1.676 pessoas das 47.426 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.