|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Marcelo visitou bombeiros feridos com gravidade em Castro Verde

14 jul, 2020 - 18:12 • Lusa

Presidente da República deslocou-se esta terça-feira aos hospitais de Santa Maria e de São José, em Lisboa, para acompanhar a evolução dos estado de saúde dos dois operacionais.

A+ / A-

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou esta terça-feira dois bombeiros feridos com gravidade no incêndio de segunda-feira em Castro Verde que se encontram internados em hospitais de Lisboa.

Esta informação foi divulgada no portal da Presidência da República na Internet, através de uma nota na qual se lê que o chefe de Estado "visitou bombeiros feridos em Castro Verde".

De acordo com esta nota, Marcelo Rebelo de Sousa "deslocou-se esta tarde aos Hospitais de Santa Maria e de São José, em Lisboa, para se inteirar do estado de saúde dos dois bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cuba, feridos gravemente no incêndio de ontem em Castro Verde".

Na segunda-feira, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Castro Verde, Vítor Silva, disse que cinco bombeiros foram feridos no incêndio que deflagrou nessa tarde no concelho de Castro Verde, no distrito de Beja.

Segundo Vítor Silva, dois bombeiros feridos com gravidade no incêndio, ambos da corporação de Cuba, foram transportados de helicóptero para Lisboa, um para o Hospital de Santa Maria e o outro para o Hospital de São José.

Outros dois bombeiros, que sofreram ferimentos ligeiros, um da corporação de Ferreira do Alentejo e outro da corporação de Castro Verde, foram assistidos no local.

O comandante adiantou que o quinto ferido era um bombeiro da corporação de Alvito, que foi transportado para o Serviço de Urgência Básica (SUB) do Centro de Saúde de Castro Verde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.