Tempo
|
A+ / A-

Marcelo defende “discriminação positiva" para setor do turismo

13 jul, 2020 - 22:20 • Lusa

Chefe de Estado avaliou a situação económica motivada pela pandemia da covid-19 na região do Algarve.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente da República defende "uma discriminação positiva" para o setor do turismo, considerando que o Algarve é uma das regiões onde essa discriminação é muito importante.

“O turismo em geral, a restauração, hotelaria, os setores ligados ao turismo, merecem uma discriminação positiva e o Algarve é uma das áreas onde isso é muito importante”, disse aos jornalistas Marcelo Rebelo de Sousa antes de um jantar com autarcas em Lagos, distrito de Faro, no Algarve.

O Chefe de Estado reuniu-se num jantar de trabalho com os presidentes de câmara do Algarve para analisar a situação económica motivada pela pandemia da covid-19 um dos maiores destinos turísticos do país.

Marcelo indicou que, segundo informações que obteve do Governo, este “está a ponderar olhar seriamente para a situação do turismo em termos de emprego no futuro, para além daquilo que já foi anunciado, e está muito atento à situação do Algarve”.

O Presidente disse esperar que no dia 20, quando a Irlanda divulgar a sua lista de países em risco, “possa traduzir-se numa notícia diferente daquela que se podia temer por influência ou proximidade britânica”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vera Costa
    15 jul, 2020 12:39
    Se o Alentejo e o Algarve estão livres deste problema, pois eu também acho que devem ter o seu turismo! mas para quem entre deve ser visto por um médico para ver se está bem! eu ouvi falar em tendas de campanha para isso serve, junto do aeroporto de Faro! para não terem que ir para os postos de saúde! porque podem estar doentes, depois ficam os postos de saúde com problemas! Agora pergunto: Por que é que as outras autarquias do país, não funcionam da mesma forma que estas duas? assim o país ganhava com isso! devia haver controladores para as autarquias todas, os que não saibam trabalhar como deve ser, que dêem lugar a quem saiba! assim sendo, já podem confiar nos autarcas, que são eleitos pelos amigos! eu deixei de votar nas autarquias já faz tempo, porque vejo o desinteresse deles, nós falamos e eles não ligam ao que se diz! fazem tudo pela lei do menor esforço, roubam-nos à descarada! As culpas vão sempre para o governo porque não vê, não sabe!! e por isso há tantas abstenções! Sr. Presidente Rebelo de Sousa, ponha ordem no país, o Sr. é o único que serve todos os portugueses! a constituição deveria ser mudada: devia ser o Presidente e o vice Presidente (em vez de 1º Ministro), assim o 1º Ministro é sempre o bobo da festa! Se o chefe supremo é o Presidente da República, é quem representa o país, é ele, que deve estar na frente de todos os outros. Se o país mudar para monarquia, manda o rei, aí tem um 1º ministro,que está a seguir ao rei! (monarquia constitucional).Obrigada.
  • Romao
    14 jul, 2020 Paris 09:03
    Por norma, a Irlanda alinha ao Reino Unido a não ser que esteja em causa o Irish Pride e não me parece que essa lista seja o caso para sair da norma