Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

​Governo garante “plano de grande profundidade” para preparar inverno com Covid-19

13 jul, 2020 - 14:37 • Cristina Nascimento

Na habitual conferência de imprensa para acompanhar a evolução da pandemia em Portugal, o secretário de Estado de Saúde referiu que, desde março, os serviços de saúde portugueses já foram reforçados com a contratação de cerca de 3.900 profissionais de saúde.

A+ / A-

Veja também:


O secretário de Estado da Saúde Lacerda Sales garante que está em curso um “plano de grande profundidade” de preparação dos serviços de saúde para um inverno com Covid-19.

Na habitual conferência de imprensa para acompanhar a evolução da pandemia em Portugal, o governante referiu que, desde março, os serviços de saúde portugueses já foram reforçados com a contratação de cerca de 3.900 profissionais de saúde.

Lacerda Sales esclareceu que os contratos são a termo certo, mas prorrogáveis de acordo com as necessidades “quer para o verão, quer para o inverno”.

O secretário de Estado da Saúde garantiu ainda que a preparação dos serviços de saúde para a época do inverno em simultâneo com a Covid-19 não passa só pelos recursos humanos, mas também pelo “reforço a nível das infraestruturas”, “a vacinação”, “um aumento da capacidade de testagem”, entre outras medidas.

Lacerda Sales referiu ainda que já estão em Portugal mais de 700 ventiladores que foram adquiridos para aumentar a capacidade de resposta aos casos mais graves de Covid-19.

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por Covid-19 em relação a domingo, 254 dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 46.818 casos de infeção confirmados e 1.662 mortes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+