|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

DGS deixa conselhos para "semana de muito calor" com impacto na saúde

13 jul, 2020 - 13:50 • Redação

Crianças, idosos, mulheres grávidas e pessoas doentes são os grupos de maior risco. Beber água, mesmo sem a sensação de sede, é uma das recomendações de Graça Freitas.

A+ / A-

A Direção-Geral da Saúde (DGS) alerta que esta será uma semana de muito calor em Portugal e recomenda uma série de “medidas básicas”, sobretudo, para quatro grandes grupos de risco.

“Prevêem-se temperaturas muito elevadas e noites tropicais, noites em que a temperatura não vai descer abaixo dos 20 graus. Estas circunstâncias costumam estar associadas a maior morbilidade e, eventualmente, a maior mortalidade e é importante, sobretudo, dar atenção a quatro grupos de pessoas ainda mais vulneráveis do que os outros: as crianças, os idosos, as mulheres grávidas e as pessoas doentes”, disse a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, em conferência de imprensa.

Uma das medidas básicas para combater o calor é beber água ou sumos de fruta natural sem açúcar, mesmo que não se tenha sensação de sede, e evitar bebidas alcoólicas.

“Isto é muito importante para os idosos, que têm de ser ajudados e incentivados pelos seus familiares e cuidadores”, sublinha Graça Freitas.

A DGS recomenda também refeições frias, leves e várias vezes ao dia, utilização de roupa larga, cobrir o corpo com essa roupa na rua, usar chapéu e óculos de sol.

“Estar em ambientes frescos pelo menos duas a três horas por dia é muito importante. O nosso corpo tem mecanismos de regulação térmica, mas precisa de ajuda”, explica Graça Freitas.

A diretora-geral da Saúde apela a que sejam evitados “esforços físicos demasiados grandes sobretudo ao ar livre. Quem trabalhar no exterior deve “hidratar-se frequentemente, proteger-se com roupa adequada, chapéus e óculos e evitar estar ao sol nas horas de maior calor”.

A atividade física deverá ser mais moderada nesta altura em que as temperaturas andam acima dos 30 graus Celsius.

Graça Freitas deixa uma palavra especial aos doentes, que devem ter a medicação em dia e as “doenças de base como diabetes, doença cardíaca e pulmonar controladas, para que o calor não descompense estas doenças”.

Quem precisar de ajuda deve ligar para o 112 ou para a Linha Saúde 24 (808 24 24 24).

“Vai ser uma semana muito quente, esse calor vai ter influência na nossa saúde”, adverte a diretora-geral da Saúde, na conferência de imprensa de balanço da Covid-19 em Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.