|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Pagamentos sem contacto até 50 euros vieram para ficar

13 jul, 2020 - 15:57 • Lusa

Antes da pandemia limite era até 20 euros. Para promover este meio de pagamento sem contacto, Banco de Portugal aumento limite para 50 euros. Transações "contacless" subiram 20%.

A+ / A-

Os pagamentos “sem contacto” até 50 euros vão continuar a ser permitidos, depois de o montante máximo ter passado de 20 para 50 euros, face à pandemia de Covid-19, informou esta segunda-feira o Banco de Portugal (BdP).

“Os consumidores vão poder continuar a utilizar a tecnologia ‘contactless’ para efetuar pagamentos presenciais até 50 euros sem introduzir o PIN”, lê-se num comunicado do BdP.

Em 25 de março de 2020, o montante máximo para pagamentos realizados com a tecnologia ‘contactless’ passou de 20 para 50 euros.

Esta alteração surgiu em resposta à evolução da pandemia de Covid-19, e, para incentivar os pagamentos “sem contacto”.

Segundo o BdP, a utilização daquela tecnologia aumentou em cerca de 20% das compras com cartão, praticamente duplicando o nível de utilização existente antes da pandemia.

Assim, face ao aumento de utilizadores, a comunidade bancária nacional, em articulação com o Banco de Portugal e com a SIBS, que gere o sistema de cartões de débito, decidiu tornar permanente o limite de 50 euros para a realização destes pagamentos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.