|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Título preso por um ponto

10 jul, 2020 • Opinião de Ribeiro Cristovão


As trombetas ainda não puderam soar ontem à noite lá para os lados do Dragão, mas isso irá acontecer seguramente a meio de próxima semana.

Com os dois jogos de ontem à noite em Tondela e em Famalicão ficou ainda mais clarificada a questão do título de uma época atribulada que está agora mais perto do fim. Necessitando apenas de um ponto para recuperar o ceptro perdido para o Benfica há um ano, o Futebol Clube do Porto vai seguramente fazer a festa nas próximas terça ou quarta-feira.

Na Beira Interior, os portistas não tiveram uma primeira parte brilhante frente aos tondelenses, mas tudo se resolveu logo do dealbar do segundo tempo.

Um golo de Danilo, logo aos 47 minutos, dissipou dúvidas, e o vencedor do jogo passou a ter nome depois desse momento.

Em Famalicão, o Benfica voltou às exibições sem brilho. Ainda conseguiu adiantar-se com um golo de Pizzi aos 37 minutos, mas no último terço o seu já fraco futebol esfumou-se de todo, vindo ao de cima a formação que mais surpreendeu durante todo o campeonato. Um tendo de Guga viria a confirmar a justeza do empate final, e por aí se ficou a “nova” imagem de um conjunto em cacos, que na terça-feira enfrenta mais um teste muito complicado.

Para o Benfica, este parece ser, de facto, um campeonato que nunca mais acaba.

As trombetas ainda não puderam soar ontem à noite lá para os lados do Dragão, mas isso irá acontecer seguramente a meio de próxima semana.

Será um título justo? Diríamos que é o possível, por entre tantas atribulações.

Os problemas são por demais conhecidos, e se até 8 de março a competição maior do futebol português já decorrera sem brilho, depois disso a crise acentuou-se e alastrou mesmo a todas as equipas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 10 jul, 2020 12:06
    " SERÁ UM TÍTULO JUSTO" ? Claro que sim. Direi mais, é um CAMPEÃO em DUAS FRENTES. Antes da COVID-19 o FCPORTO comandava com um ponto. Depois, bem depois o JOGO foi IGUAL para todos, pois os jogos á PORTA FECHADA veio dizer-nos que afinal o INFERNO não existe, é apenas uma ILUSÃO. Então, se agora a diferença é de SETE, em meia dúzia de jogos, como posso ter dúvida na JUSTIÇA do RESULTADO FINAL? Já agora aproveito e para DEBATE FUTURO vejam como nos TREZE primeiros lugares da classificação estão LÁ, NOVE CLUBES a Norte do Rio Douro. Porque será?