|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Inglaterra. Bruno Fernandes volta a marcar e Man United está perto da Champions

10 jul, 2020 - 00:14 • Lusa

Também esta quinta-feira, o Tottenham, de José Mourinho, voltou a tropeçar.

A+ / A-

O português Bruno Fernandes deu início à vitória do Manchester United sobre o Aston Villa, por 3-0, em jogo da 34.ª jornada, que permitiu aos red devils aproximarem-se do quarto lugar da Liga inglesa de futebol.

O internacional luso abriu o marcador, aos 27 minutos, numa grande penalidade sofrida por ele próprio, anotando o sétimo golo na Premier League - o quarto nos últimos três jogos - em 10 partidas disputadas com a camisola do United.

O jovem avançado Mason Greenwood, de 18 anos, seguiu os passos de Bruno Fernandes e também ele marcou o quarto golo nos derradeiros três jogos, dilatando a vantagem dos red devils, aos 45+5 minutos, antes de o francês Paul Pogba fechar o marcador, aos 58, na sequência de uma assistência do médio português.

A formação orientada por Ole Gunnar Solskjaer somou a quarta vitória seguida na prova, reforçando o quinto lugar, com 58 pontos, mas agora a apenas um do Leicester, que ocupa o quarto lugar, o último de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima temporada.

Já o Aston Villa, penúltimo, somou o nono jogo seguido sem vencer e afundou-se mais na zona de despromoção, tendo sido ultrapassado pelo Bournemouth, antepenúltimo, que hoje empatou 0-0 na receção ao Tottenham.

Com este nulo, a formação comandada por José Mourinho, que lançou o internacional português Gedson Fernandes na fase final do encontro, caiu para o nono lugar da 'Premier League', com 49 pontos.

Everton e Southampton empataram 1-1, em Goodison Park, num encontro no qual André Gomes alinhou de início pelos 'toffees', acabando por ser substituído perto do intervalo, devido a lesão.

Enquanto esteve em campo, o internacional luso cometeu uma grande penalidade sobre James Ward-Prowse, que o próprio médio dos saints falhou, ao acertar na barra. Pouco depois, Danny Ings adiantou mesmo os visitantes, aos 31 minutos, só que o brasileiro Richarlison repôs a igualdade, aos 43, 'selando' o resultado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.